“A cantiga do urso” | Benjamin Chaud

“A cantiga do urso” | Benjamin Chaud

Onde se meteu o pequeno?

Em 1987, chegava às lojas o primeiro livro da série “Where`s Wally”. O jogo consistia em, entre inúmeras personagens e ilustrações que ocupavam duas páginas, encontrar um personagem com ar de duende nerd – óculos, barrete e uma blusa às riscas horizontais brancas e vermelhas – chamado Wally.

Recentemente, a Orfeu Negro lançou um livro da autoria de Benjamin Chaud, de seu nome “A cantiga do urso”. Um primeiro folhear mais despreocupado levar-nos-á a pensar em Wally, já que o objectivo da história é o de encontrar, no meio de desenhos de grandes dimensões, um pequeno urso. Porém, bastará uma primeira leitura para percebermos que “A cantiga do urso” é muito mais do que um simples acto de adivinhação.

O Inverno está à porta e tudo está preparado para uma longa hibernação numa gruta de aspecto acolhedor. Porém, quando o Pequeno Urso ouve uma abelha zumbidora, deixa o conforto da barriga do Papá Urso e parte numa aventura em busca de mel. Seguimos então o Papá Urso na sua busca, que vai de uma floresta habitada por criaturas emplumadas a uma ópera bastante chique.

Para lá do divertimento que é descobrir onde se esconde o pequeno urso entre uma constante agitação, o livro permite várias leituras e jogos, desde encontrar coisas como um elefante a espreitar à janela, um peixe gigante suspenso no alto de uma torre ou um provável fã do Zorro que decidiu ir à ópera de mascarilha.

Uma leitura mais profunda e paternal transporta-nos para a irrequietude juvenil, a sede de aventura, as heranças culturais e familiares – a cantiga do urso é uma delas – e a vontade de fazer com que os pais sintam orgulho nos seus descendentes. Quanto os mais pequenos, esses encontrarão n`“A cantiga do urso” um fascinante jogo de descoberta com diversão garantida.

Uma edição Orfeu Negro



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This