“Bem Dita Crise!” | António Jorge Gonçalves

“Bem Dita Crise!” | António Jorge Gonçalves

Escutar o barulho do mundo

Há quem o acuse de maldade, como se pode ler no prefácio em jeito de brincadeira. Em boa verdade, os cartoons de António Jorge Gonçalves (AJG) não primam pelo traço fofo ou uma abordagem mansa. Aliás, como diz o autor a certa altura em “Bem Dita Crise!”, livro que reúne desenhos seus impressos no Inimigo Público entre 2003 e 2012, «o cartoon deve vir do estômago e não da cabeça».

Mais do que uma colectânea de cartoons para a posteridade, o livro revela-se um pequeno diário ilustrado, onde AJG nos acompanha numa viagem que tem como paragens obrigatórias a religião, o futebol, o 11 de Setembro ou, claro, a bem dita crise.

Ao longo do percurso visual, AJG partilha com os leitores alguns dos seus truques, manias e obsessões, tais como ter um ódio de estimação pela religião organizada, reunir as condições ideais para se tornar um moralista insuportável (ex-fumador e ex-católico), encontrar inspiração nas conversas e desconversas de café, cruzar dois assuntos distintos da actualidade como forma de ultrapassar momentos de pouca inspiração ou não resistir a um pouco de brejeirice sexual.

Em “Bem Dita Crise”, através dos seus cartoons, António Jorge Gonçalves escuta o barulho do mundo e lança-nos um desafio: rirmo-nos de nós próprios, seja enquanto seres individuais, habitantes de um rectângulo à beira-mar plantado ou de um mundo propício a que se construam «inevitáveis comparações».

Uma edição Documenta



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This