“Lembro-me de ti” | Yrsa Sigurdardóttir

“Lembro-me de ti” | Yrsa Sigurdardóttir

Os fantasmas andam aí

Para muito bom leitor, um título como “Lembro-me de ti” fará pensar num céu pintado com estrelas de mel (ou estrelitas, se estiverem a ler isto ao pequeno-almoço), um pouco à moda de um Nicholas Sparks. Não se deixem assustar. Este livro pertence à estirpe dos predestinados, daqueles que nos fazem ter medo de andar à noite pela casa receando dar de caras com algum fantasma que tenha saído do armário para beber um copo de água ou usar a casa-de-banho.

“Lembro-me de ti”, da islandesa Yrsa Sigurdardóttir, é um verdadeiro calafrio literário. Uma mistura perfeita entre uma boa história policial e um arrepiante conto de terror, fazendo com que sintamos, mesmo que estejam trinta graus na sala, na praia ou na esplanada, o frio intenso que sopra nos Fiordes Ocidentais islandeses.

O livro acompanha a viagem de três amigos que decidem recuperar uma velha casa de uma aldeia abandonada nos fiordes islandeses, para a transformarem numa pensão para turistas que procurem um local tranquilo e distante de tudo. Porém, assim que saltam do barco que os leva até lá, o capitão deixa um aviso em jeito de premonição: “a casa não tem grande reputação”; entretanto, em Ísafjordur, um psiquiatra investiga um misterioso suicídio que poderá estar ligado com o desaparecimento do seu próprio filho.

Alternando entre as duas histórias, que fatalmente vão convergir mais tarde, Yrsa Sigurdardóttir cria uma atmosfera de tensão constante, seja entre o trio de amigos – Gardar transpira confiança num projecto que é a última tábua de salvação financeira; Katrín pressente a desgraça a cada instante; Lif vive ainda num mundo de sombras após a morte do seu marido – ou na própria mente de Freyr, o psiquiatra, ele próprio muito perto de abraçar a loucura.

Juntando à intriga policial um refinado toque de sobrenatural, “Lembro-me de ti” é um dos lançamentos do ano para quem gosta de um bom mistério. Tenham medo. Tenham muito medo.

Uma edição Quetzal



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This