Stitched Panorama

Festa Cinema Francês

Pela primeira vez, uma madrinha portuguesa

A Festa do Cinema Francês regressa mais uma vez em Outubro para abrilhantar a rentrée lisboeta (e não só). O programa inclui cerca de 50 filmes, 20 dos quais em antestreia, com uma selecção focada nos movimentos cívicos pela democracia.

A Festa do Cinema Francês vai abrir em Lisboa no Cinema São Jorge com a comédia “Paulette”, de Jérôme Enrico, em antestreia mundial, e contará com a presença da protagonista, a actriz Dominique Lavanant. Na sessão de encerramento em Lisboa será exibido o novo filme de Jacques Audiard, “De Rouilles et d’Os”, em antestreia nacional com Marion Cottilard.

Para esta edição foi escolhida uma madrinha portuguesa, Maria de Medeiros, uma actriz que tem fortes ligações a França dado o seu percurso profissional. Maria de Medeiros estará em Lisboa para apresentar seis filmes que escolheu para a secção que lhe é dedicada, entre os quais o seu “Capitães de Abril” e “Viagem a Portugal” de Sérgio Tréfaut.

Olivier Assayas e Jacques Audiard

O realizador e argumentista Olivier Assayas é homenageado em parceria com a Cinemateca Portuguesa depois de já o ter sido também no Festival Curtas Vila do Conde deste ano. Serão apresentadas 12 das suas obras, incluindo o mais recente “Aprés Mai”, que será exibido em Lisboa antes da estreia em França.

Será dedicada uma retrospectiva a Jacques Audiard, um realizador marcadamente autoral. Não faltará a exibição de “Profeta”, que venceu o Grande Prémio do Júri no festival de Cannes de 2009 e César para melhor realizador em 2010, e “De battre mon coeur sést arrêté”, com uma interpretação brilhante de Roman Duris.

Destacamos ainda os filmes que abordam a realidade social em que vivemos e a ameaça da perda da Democracia como “Fragments d’une revolution”, filme colectivo feito durante as eleições de 2009, no Irão, os “Indignados”, do realizador Tony Gatlif, inspirado em “Indignai-vos”, de Stéphane Hessel, com imagens de protestos em Espanha, França e Grécia, e o documentário “Portugal, os caminhos da incerteza”, feito por François Manceaux, em parceria com a SIC Notícias ao longo de um ano, entre 5 de Outubro de 2010 e 5 de Outubro de 2011.

O público português poderá escolher o melhor dos dez filmes franceses em competição, entre os quais “Captive”, de Brillante Mendoza, com Isabelle Huppert, “Frango com ameixas”, de Marjane Satrapi e Vincent Paronnaud, “Paulette”, de Jérôme Enrico, “Elles” de Malgorzata Szumowska com Juliette Binoche, “L’art d’Aimer” de Emmanuel Mouret e “Sur la piste du marsupilami”, de Alain Chabat, a partir de uma banda desenhada de Spirou.

O universo infantil terá também lugar na festa com filmes como “O planeta selvagem” (1973), de René Laloux, “Le tableau” (2011) e “Zarafa” (2012), de Rémi Bezançon e Jean-Christophe Lie.

Os filmes serão exibidos no Cinema São Jorge, Instituto Francês de Portugal, Cinema Nimas e Cinemateca Portuguesa. Para além das exibições em sala, haverá ainda uma programação paralela na RTP2, nas Universidades de Lisboa e Évora, em Setúbal, Seixal e Estarreja, workshops e a presença de muitos artistas convidados.

A 13ª Festa do Cinema Francês decorre entre 4 e 14 de Outubro em Lisboa e depois segue para outras cidades, terminando no dia 4 de Novembro em Guimarães, Capital da Cultura.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This