20 XX vinte @ Plano B (15.03.2013)

20 XX vinte @ Plano B (15.03.2013)

20 bandas, 20 DJ’s e 20 ilustradores no mesmo espaço. Haverá plano melhor para uma sexta-feira de chuva?

A 4ª edição do 20 XX vinte realizou-se, na passada sexta-feira, dia 15 de Março, no Plano B, na cidade do Porto. Este evento, realizado pela Lovers & Lollypops, funciona de forma a que o espectador, quase em simultâneo, possa assistir a bandas e dj’s enquanto vê trabalhos dos ilustradores escolhidos.

O conceito é simples: 20 bandas apresentam-se em palco com um tempo de 15 minutos. Após o início da primeira banda, o contra-relógio não pára e as bandas têm assim que rentabilizar o seu tempo ao máximo. Os 20 dj’s estão numa sala distinta e podem passar três músicas a seu gosto, enquanto que, num outro espaço, estão expostas, durante a noite inteira, 20 ilustrações criadas para o evento, escolhidas pela Dama Aflita, que também foi a responsável para curadoria do espaço.

São 22 horas e as primeiras pessoas começam a entrar para o Plano B. Enquanto que as primeiras bandas ainda se preparam, as pessoas aproveitam para apreciar mais calmamente as ilustrações expostas no andar de cima deste espaço. À medida que as 23 horas se aproximam, mais gente começa a compor o andar de baixo, mais concretamente a sala palco, onde passados poucos minutos entra a primeira banda em palco e o contra-relógio, que é exibido atrás da banda, arranca.

Os Ana Paris são os primeiros a actuar. A banda dos arredores do Porto, que nunca foi a Paris, apresenta os seus temas de “stoned-psychedelic-punk-rock-mood thing” e, ao fim de 15 minutos, Miguel Vieira despede-se e a banda seguinte sobe ao palco. E foi neste ritmo sucessivo que actuaram Little Friends, Torto, At Last e Eskizofrénicos. Entretanto, na sala cubo, inicia-se o primeiro dj, Fua, e começam-se a ver bastantes pessoas a dirigirem-se para essa mesma sala. Após este momento, várias pessoas vão salteando entre salas, enquanto o Plano B se encontra cada vez mais completo.

Por volta das 02 horas já é evidente o sucesso desta quarta edição do 20 XX vinte. O Plano B encontra-se cheio e as pessoas andam livremente entre ambas as salas, consoante o seu gosto musical. É impossível acompanhar tudo o que se passa em ambas as salas, portanto vai-se saltitando entre ambas até que chega a hora de Holocausto Canibal. Sem querer menosprezar, de forma alguma, as outras bandas, em Holocausto Canibal o ambiente é frenético. Crowdsurfing, mosh e uma sala cheia: é o ambiente que se vive durante estes 15 minutos de concerto. No fim, muita gente suada e com vontade de beber abandona a sala devido ao calor que se sente, enquanto Claiana encerra os vinte concertos. No entanto, a sala palco não encerraria aqui e alguns dj’s passam a actuar nesta sala.

A festa mantem-se até de manhã e, no exterior do Plano B (já de dia), a sensação é comum a todos os que se encontram cá fora. Foram horas muito bem passadas e um dos melhores eventos que decorreu na noite portuense no ano de 2013. Os elogios são constantes enquanto se acaba um último cigarro e se vai para casa.

Resta-nos dizer, até breve 20 XX Vinte.

Alinhamento:

Bandas: Ana Paris, Little Friend, Torto, Atlast, Eskizofrénicos, Miraldo, Lululemon, TZ, Hellcharge, CRUD, HHY & Spaced Out, Malcriada, Stor, Coelho Radioativo, DOG, Swinging Rabbits, Homem Fino, Fat Freddy, Holocausto Canibal, Claiana

DJ’S: Fua, Paulo Couto, Rita Garizo, Phillips, Sim.On, Ina, TAM, Augen, 808, P H A N T A S M A, Dealy, IVVVO, Tania, Supa, Maria, Mojo Hannah, Fabulosa Marquise, Bent, DJ Quesadilla, DJ Sr. Guimarães

Ilustradores: Aitor Saraiba, André Alves, André Lemos, Anoik, Benjamin Demeyere, Célia Esteves, Craig Atkinson, Diogo Rapazote, Faye Coral Johnson, João Drumond, Júlio Dolbeth, Luís Urculo, Maja Babic Kosir, Maria Imaginário, Marta Monteiro, Michael Redmond, Mother Volcano, Pedro Lourenço, Rui Vitorino Santos, Zé Burnay



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This