2bg

21º Festival Músicas do Mundo 2019

Como é certo e sabido, Julho é altura do mundo se reagrupar em Sines e Porto Covo, e o ano de 2019 não será excepção. Está assim aberta a rota para a 21.ª edição do FMM Sines - Festival Músicas do Mundo.

Os concertos arrancarão uma vez mais em Porto Covo (18, 19 e 20 de Julho) com quatro concertos por dia no acolhedor Largo Marquês de Pombal, por entre os quais destacamos as raízes poderosas dos Gaiteiros de Lisboa, a virtuosa e groovy guitarra de Keziah Jones e o funk misterioso dos Vadou Game. O palco INATEL exibirá igualmente actos de origens variadíssimas como Açores, Coreia do Sul ou Líbano. Realce-se que, como é hábito, os concertos em Porto Covo são todos de entrada livre.

No Domingo, 21 de Julho, as festividades transferem-se para Sines, concentrando-se no Largo do Poeta Bocage nestes dias iniciais. A refrescante brasileira Flávia Coelho e a verdadeira orquestra do mundo, congeminada em Brooklyn, sob o nome Red Baraat são nomes que facilmente farão balançar os festivaleiros que não queiram perder pitada do cartaz deste ano.

Na Segunda-feira, 22 de Julho, entra igualmente em acção o Centro de Artes de Sines que, como sempre, nos oferece concertos mais intimistas, e com bilhetes vendido à parte das entradas que dão acesso ao castelo nos dias seguintes. Por estas instalações passarão as Montanhas Azuis, paridas pelas mentes criativas de Bruno Pernadas, Norberto Lobo e Marco Franco, e a energia da rapper luso-belga Blu Samu, que passou com distinção pelo MIL – Lisbon International Music Network.

De Quarta-feira até Sábado (24 a 27 de Julho) teremos o figurino máximo do FMM em andamento, com a abertura de portas do castelo e a inauguração do palco da Av. Vasco da Gama. Relativamente ao castelo, este ano com início mais cedo (partir das 21h), abrigará naturalmente os nomes maiores desta 21.ª edição, alguns deles dispensando apresentações mesmo para os ouvidos mais desatentos, como Inner Circle (certamente dispostos a recompensar pelo cancelamento forçado no ano passado), Dino D’Santiago, Gipsy Kings pela mão de Diego Baliardo, Branko ou Chico César. Para além destes nomes, e olhando mais minuciosamente para os distintos géneros, as diferentes linguagens do jazz estarão bem representadas pela corrente mais electrónica de Melanie de Biasio e a efervescência londrina partilhada por Nubya Garcia e o colectivo Kokoroko. Os bailes étnicos serão assegurados pelo carismático Omar Souleyman, pela riquíssima fusão dos Antibalas (que também tiveram que abortar a vinda a Sines em 2018), e pelos efusivos germânicos LaBrassBanda.

No esquema delineado para 2019, este palco à beira-mar fica exclusivamente dedicado às actuações mais tardias, para os aventureiros mais resilientes, onde pontificarão artistas como Fanfaraï Big Band, Shantel & Bucovina Club Orkestar ou La P’tite Fumée, cuja meta será assegurar que a festa se alonga até o sol raiar).

Contas feitas, o FMM Sines – Festival Músicas do Mundo 2019 traz-nos 51 concertos originários de 31 países ao longo desta dezena de dias de Julho, que prometem lavar-nos a alma em mais uma ocasião, continuando a alargar horizontes e a desbravar algumas barreiras que ainda teimam em querer aparecer.

As entradas para os espetáculos já estão à venda na rede BOL.pt e nos locais habituais em Sines, sendo necessários para os concertos noturnos no Castelo e para os espectáculos no auditório do Centro de Artes de Sines.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This