rdb_7dayshavana_header

“7 dias em Havana”

Uma cultura apaixonante que exala sensualidade

A Havana de 2011 vista através do olhar de sete conhecidos realizadores que contam cada um a sua história. Cada filme passa-se num dia da semana e percorre a cidade, o seu povo, os seus bairros, os diferentes ambientes, a sua cultura; por vezes quase que respiramos os lugares emblemáticos como o Hotel Nacional, presente em quase todas as narrativas.

Todas as histórias são independentes, apesar de algumas personagens aparecerem em mais de uma, e a acção é subtilmente ligada numa unidade dramática. Os sete realizadores (um cubano e seis estrangeiros) trazem-nos uma visão fora dos clichés habituais, já que uns escolheram abordar a cidade com um olhar estrangeiro e outros inspiraram-se nos habitantes locais. Observamos uma Havana vibrante, ecléctica, em que todas as classes se misturam e convivem lado a lado rodeadas por muito ritmo e sensualidade, mas que continuam a viver num regime oprimido em que cada um luta com as armas que tem para manter a sua sobrevivência.

As sete curtas-metragens mostram uma perspectiva particular e acutilante da cidade. Destacam-se “Yuma” de Benício Del Toro, que tem como protagonista o actor Josh Hutcherson (“Hunger Games”); “Jam Session” de Pablo Trapero em que vemos um perturbado Emir Kusturica (“Gato Preto, Gato Branco”); e “Doce Amargo”, realizada pelo cubano Juan Carlos Tabio com interpretações fantásticas como da actriz Mirta Ibarra.

“7 Dias em Havana” está em exibição desde o dia 13 de Setembro e tem distribuição pela Midas Filmes.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This