“A Cortesã” | Susan Carroll

“A Cortesã” | Susan Carroll

Romance, sacrifício, intrigas, profecias, espiões e magia negra com amuletos

A Cortesã” (Círculo de Leitores, 2014) é o segundo volume da saga A Rainha Negra, centrando-se na personagem de Gabrille Cheney, a segunda irmã de Ariane que já conhecemos de “A Rainha das Trevas“.

Todas as irmãs têm personalidades fortes e caraterísticas próprias, brilhantemente desenvolvidas pela autora Susan Carroll. A mais velha, Ariane, é mais calma e forte. Miri, a mais nova, tem uma grande afinidade com animais e, dada a sua inocência, tenta sempre ver o lado bom das pessoas. Sendo uma cortesã, Gabrielle é a mais excitante e apaixonada das irmãs, ambiciosa e teimosa, mas que revela ao longo de livro fragilidades e inseguranças que irão mostrar ao leitor quem é de verdade.

A ação tem lugar três anos depois e Gabrielle encontra-se agora em Paris, onde leva uma vida opulenta como famosa e belíssima cortesã na corte de Catarina de Médicis. Enquanto persegue o objetivo de se tornar consorte do Rei de Navarra, Remy surge do seu passado e vem complicar o caminho já traçado.

Todas as irmãs têm os seus interesses amorosos, e o par Gabrielle/Remy é o mais “quente” devido à química entre ambos. e também aquele que tem a relação mais conturbada, cheia de reviravoltas e surpresas que prendem a atenção e, inevitavelmente, fazem os leitores mais românticos torcer para que tudo seja devidamente esclarecido e que a cortesã deixe a sua obstinação de vir a ser amante do Rei.

Martin e Cassandra são personagens novas e também bastante ricas para o desenvolvimento da trama. Catarina de Médicis já é conhecida do leitor de “A Rainha das Trevas” e, embora tenha um papel secundário, não deixa de ter grande influência nos destinos das irmãs Cheney.

Miri e Martin, par com o qual se simpatiza desde o seu primeiro encontro, são decerto as personagens a desenvolver no próximo volume intitulado “A Rosa de Prata”. Mas ficam ainda por desvendar os destinos das criaturas das “trevas” desta história, tais como o caçador de bruxas Simon, a perfídia Cassandra e a rainha negra Catarina de Médicis. Também fica por saber o que acontecerá ao Livro das Sombras, que foi parar às mãos erradas.

Susan Carroll superou as expetativas e continua a maravilhar os leitores com esta obra que está recomendadíssima para quem goste de literatura histórica, com uma boa dose de romance, sacrifício, intrigas, profecias, espiões e magia negra com amuletos, que conferem um toque de suspense à leitura.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This