“A Família Humanson” | Knife & Packer

“A Família Humanson” | Knife & Packer

A Rua dos Freaks começa a ficar composta

É caso para dizer que a Rua dos Freaks – ou Freak Street no original – está de boa saúde, com poucas casas disponíveis para habitar. É que, depois do carro de mudanças ter trazido para o bairro as famílias Zombieson e Wizardson, chega agora a vez dos Humanson aterrarem de armas e bagagem nesta rua que acolhe os mais estranhos habitantes da cidade.

Os Humanson são, de todos os moradores da Rua dos Freaks, os mais propensos a serem tolhidos pela estupidez profunda: limpam o carro com iogurte, usam o gato de estimação como esponja e uma mangueira viva como aspirador. Harriet, o elemento mais esperto da família, é uma aspirante a inventora e autora de coisas tão úteis quanto uma gravata de caramelo, umas cuecas de batata ou uns botões de punho de crumble de maçã.

A família vive dias de grande rebuliço. Aproxima-se o Dia do Animal de Estimação, para o qual andam a treinar Horace, a sua simpática lesma. Depois de falharem o primeiro prémio nas edições anteriores, este ano a coisa promete. Horace já sabe ligar o rádio, equilibrar uma bola de pingue-pongue no nariz e, se lhe derem a sua música preferida em alto e bom som, até faz a dança do ventre. Porém, quando Horace bebe um jarro de água da louça suja pensando tratar-se de limonada, tudo parece perdido. Até que o concurso é adiado devido ao desaparecimento de Wilbur – ou Woof – Barkwel, um perito da vida selvagem de renome internacional, que tem o seu programa televisivo e é, também, o dono do jardim zoológico da cidade. A família decide então procurar um novo animal de estimação enquanto Horace recupera mas, em vez de darem com o caminho da loja de animais, vão parar ao Jardim Zoológico. É então que a aventura começa, e que Harriett poderá mostrar todo o seu potencial de inventora.

Para quem entende que os catraios só devem ser presenteados com histórias de príncipes e princesas, ou pelo menos com um percurso pouco acidentado até à eclosão de um final feliz, esta será uma rua interdita. Porém, para aqueles que partilham da opinião de que a excentricidade, a diferença e o humor desarticulado devem ser cultivados desde tenra idade, “A Família Humanson”, da dupla Knife & Packer, é mais um motivo para fazer a festa. Resta-nos agora esperar pelos Alienson, que já têm o carro de mudanças reservado.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This