“Adrian Mole na Crise da Adolescência” | Sue Townsend

“Adrian Mole na Crise da Adolescência” | Sue Townsend

Bigger and better

Adrian Mole está um pouco mais crescido, em tamanho e idade, mas isso está longe de querer dizer que os problemas, sejam eles de ordem física ou emocional, tenham diminuído quer em número quer em qualidade.

Em “Adrian Mole na Crise da Adolescência” (Editorial Presença, 2013), o segundo livro/diário da personagem mítica criada por Sue Townsend, estamos em plena guerra das Malvinas, com a Inglaterra sob a tutela de Margaret Thatcher, situação que levou o pai de Mole a enviar um telegrama ao ministério da Defesa a mostrar-se pronto para a mobilização imediata. Segundo a mãe, o pai faria tudo para se ver livre do trabalho de limpeza das margens do canal, até combater numa guerra a milhares de quilómetros de casa.

Mole, porém, tem outros assuntos mais delicados com que se preocupar, a começar pelo seu gigantesco nariz. Apesar das muitas tentativas que fez junto da mãe para esta o levar a um especialista de narizes, a mãe foi intransigente, dizendo-lhe que estava a guardar o dinheiro para fazer o check-up da Mulher Saudável, que implicará uma vistoria completa aos seus órgãos primários e secundários.

O cenário não difere muito do anterior livro: há borbulhas inconvenientes, um nariz enorme, as intermináveis discussões dos pais e, a juntar a isto, os primeiros arrufos com a namorada Pandora, tudo porque Mole quer dar livre curso aos seus instintos sexuais e Pandora faz um uso abusivo dos travões (de pé e de mão em simultâneo). Porém, a paisagem britânica que ameaça chuva e neve não acaba aqui: Adrian Mole vê-se, subitamente, na iminência de ter um irmão e um meio-irmão, a nascerem quase ao mesmo tempo e a transformarem a vida familiar numa imparável montanha-russa.

Retrato de uma família – e de uma sociedade – disfuncional, as aventuras de Adrian Mole são um festim de boa disposição, do melhor que se escreveu – e se tem escrito – na língua inglesa ao longo dos anos sobre essa coisa da adolescência. Espera-se agora que a Editorial Presença continue a publicação dos livros de Adrian Mole que, a bem dizer, ainda vai no adro.

 

Anteriormente publicado:

O Diário Secreto de Adrian Mole aos 13 Anos e 3/4



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This