Ajudem o Zé da Guiné

Ao calcorrear as ruas do movimentadíssimo Bairro Alto actual, muito poucos terão em mente, que uma das personagens que fez o “Bairro” começar a mexer, foi o Zé da Guiné. Foi ele que, no fim dos anos 70, se atreveu a abrir um espaço “moderno” (o “Souk”) em pleno território de prostitutas, vinho verde, jornalistas, chulos, marialvas e fado. A partir daí nada foi como antes. O “Bairro”, tal como hoje o conhecemos, vibra – já sem prostituição, chularia e companhia – graças à ousadia do Zé.

Como alguns saberão, o Zé está doente há muito anos, e cada vez mais precisa de ajuda. Por isso, a 29 de Outubro o Maxime abre as suas portas com uma grande festa para o homenagear e conseguir algum apoio para a sua família. E porque «ajudar não dói nada», vamos encher o Maxime e viver uma noite que se quer memorável – como memoráveis foram as noites com que ele nos brindou, no “Souk”, na “Rock House” ou nas “Longas Noites”…

No palco, vai ser um desfilar de vedetas, entre as quais destacamos Manuel João Vieira, Miss Suzie, Rui Reininho, Michel, Gimba, Miguel Angelo, Ena Pá 2000 e JP Simões. Para animar o baile até a madrugada doer, contamos com Zé Pedro, Rui Pregal da Cunha, Tó Ricciardi e Renas, entre muito outros!

Vamos todos – contemporâneos do Zé ou novas gerações de “Bairristas” – fazer uma grande noite e conseguir alguma ajuda financeira para um herói que (como tantos outros), está esquecido pelas entidades (in)competentes. Vamos dar uma mão ao Zé. Ajudar não dói nada. Pelo contrário, vai ser um prazer!



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This