“Alex Cross – Perigo Duplo” | James Patterson

“Alex Cross – Perigo Duplo” | James Patterson

O bichinho detectivesco

A vida parecia começar a correr de feição a Alex Cross, o Caçador de Dragões, que vivia numa merecida pacatez depois de sair da polícia: os assassinos em série já eram, o consultório de psicologia que tinha aberto estava em alta, tinha tempo para se dedicar aos três filhos e andava com uma miúda bem gira. Porém, para quem tem o bichinho detectivesco a passear-se pelo corpo, a sede de aventura nunca desaparece. Ainda por cima se a namorada for Briann Stone, uma detective de homicídios conhecida como «O Rochedo.»

Em “Perigo Duplo” (Topseller, 2013), a nova aventura de Alex Cross escrita por James Patterson, vão estar em acção simultânea dois assassinos em série: Kyle Craig, antigo agente do FBI e inimigo de estimação de Cross, condenado a apodrecer numa prisão de segurança máxima até que a sentença de morte seja executada; e o Assassino Público, nome de baptismo dado por Cross, que se lança numa série de homicídios, sempre com muita teatralidade e exposição mediáticas.

Quando Cross visita o local do primeiro homicídio do Assassino Público, não precisará de muito tempo para decidir voltar, pelo menos temporariamente, ao trabalho de campo. É que o vídeo deixado no leitor tem uma mensagem com um remetente muito específico: ele próprio. Em paralelo, recebe um telefonema dizendo que Kyle Craig, que esteve sem ver a luz do sol durante quatro anos, conseguiu escapar de uma das prisões mais seguras do país. E que, muito provavelmente, irá no seu encalço e da sua família.

Uma vez mais a bordo de um Mercedes topo de gama, James Patterson leva-nos num test-drive sem direito a paragens para almoço ou ir ao  WC, sempre na sexta mudança. Tomem cuidado serial-killers de trazer por casa, o caçador de dragões está de volta.

 

Alex Cross na Topseller:

Alex Cross



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This