Apel.les Fenosa

Até 11 de Janeiro na praça das Amoreiras em Lisboa pode encontrar a exposição comemorativa do 1º aniversário da Fundação Apel.les Fenosa na Fundação Arpad Szenes - Vieira da Silva

Esta exposição tem um longo historial por detrás dela. Durante vários anos, Arpad Szenes, Vieira da Silva e o escultor catalão Apel.les Fenosa tiveram atelieres próximos uns dos outros em Montparnasse, Paris. Com a partilha de interesses e amigos comuns surgiu uma amizade entre estes três artistas.

Devido a este passado em conjunto, a Fundação Arpad Szenes-Vieira da Silva decidiu trazer pela primeira vez até Portugal a obra do artista Apel.les Fenosa.

O escultor catalão reconhece em Picasso o seu maior impulsionador em termos artísticos e Picasso ajudava-o a realizar exposições, comprava-lhe os trabalhos efectuados e apresenta-lhe ilustres amigos como Max Jacob, Jean Cocteau, Tristan Tzara, Paul e Nusch Eluard. Eram como pai e filho.

Esta exposição é comissariada por Josep Miquel Garcia, o director da Fundação Apel.les Fenosa e reúne 77 obras provenientes de museus e colecções privadas, como os museus Picasso de Paris e Barcelona, o Getty Research Institute da Califórnia, a Scallo Verlag ou ainda a família Picasso, a família Brassai, Bidermanas, Georges Hugnet e Tristan Tzara. É possível ver-se retratos de amigos como Cocteau, Paul e Nusch Eluard, Georges Hugnet, André Dubois e ainda de Dora Maar, que evocam Paris durante a ocupação nazi, quando Picasso e Fenosa se encontravam quase diariamente e frequentavam o restaurante Le Catalan.

Esta exposição integra ainda a correspondência inédita entre Fenosa e Picasso depositada no Museu Picasso de Paris e uma cronologia desta amizade.

Numa altura em que o passado século já começa a parecer distante e, com ele, os grandes artistas que viveram nele, esta é uma excelente oportunidade para conhecer a vida e a obra de uma grande artista catalão em Portugal.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This