Fachada Ramiro

Arte Urbana veste Cervejaria Ramiro a rigor

Há 58 anos instalada no n.º1 da Avenida Almirante Reis, a Cervejaria Ramiro vai receber, pela primeira vez, intervenções artísticas na fachada. A obra é da autoria dos artistas Bordalo II, Glam, Hugo Lucas e Irina Solovya e inaugura no dia 3 de junho.

A iniciativa e projeto curatorial estiveram a cargo da Microarte Galeria, que convidou os quatro artistas a intervirem numa área de aproximadamente 170m2 da fachada do edifício, tendo como mote os mariscos habitualmente servidos à mesa de uma das cervejarias mais emblemáticas da capital. Cada artista deu vida a um crustáceo, transformando os protagonistas das refeições em animados comensais que celebram Lisboa, o sol e o Tejo.

As pinturas já estão em curso em lonas de exterior de 8 metros colocadas, para o efeito, numa das paredes do antigo Hospital do Desterro, que funciona, atualmente, como parque de estacionamento da Cervejaria Ramiro.

Glam dá vida a um casal de lagostas que se deleita com uma refeição, “dentro de um espírito animado e descontraído como o que se vive diariamente na Cervejaria Ramiro”, refere a artista. Do lado esquerdo das lagostas surge “Homarus Gammarus, um crustáceo com pinças cortantes e bigode de nobre senhor dos mares”, explica Hugo Lucas, que trabalhou a figura do lavagante. Bordalo II traz para esta tertúlia uma turma rebelde liderada por uma sapateira que espalha o caos pelas mesas da Cervejaria. O artista deixa à consideração do público: “pode ser fruto da imaginação alheia, ou ser o efeito de uns copos de uma jantarada mais arrojada, certo é que a sapateira e o seu grupo de bicharada do mar anda à solta pelas mesas da Cervejaria Ramiro”. Já Irina Solovya criou a “Lagostina”, uma mulher lagosta “pronta para vencer as tempestades da vida”.

Fachada Ramiro

 

Work in Progress - Cervejaria Ramiro

Ana Dâmaso, diretora da Microarte Galeria, destaca o desafio que foi projetar uma intervenção num edifício em funcionamento. “Por norma, os edifícios que são alvo de intervenção estão devolutos. Este, pelo contrário, é habitado, tem comércio e é a mais emblemática cervejaria de Lisboa em pleno funcionamento”, explica. “Fico feliz por a Cervejaria Ramiro ter acolhido um projeto desta natureza.”

O projeto conta com o patrocínio da Super Bock.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This