Festivais


Cadernos RDB em Almada #1 | A vida, uma imitação do teatro?

Terminou a primeira semana do Festival de Teatro de Almada, numa edição que tudo tem feito para trazer o teatro a estes tempos tão difíceis: nos palcos a tragédia, tanto a clássica como a contemporânea, o drama e a comédia. Fora dos palcos destaque para uma exposição sobre os cinquenta anos, o primeiro colóquio sobre o percurso da companhia e as conversas ao fim do dia.


Poderemos viver sem mentir?

“Cenas da vida conjugal”, com Ivo Canelas e Katrin Kaasa, dirigidos por Rita Calçada Bastos, espectáculo que veio substituir “Tierra de Sud”, pandemia dixit, é um objecto teatral surpreendente, poderoso, envolvente, que traz uma nova abordagem ao caldeirão temático deste festival: a verdade e a mentira nas relações no casamento.





NÃO HÁ PANDEMIA QUE CORTE A RAÍZ AO FIAR

Esteve por um fio, mas naquilo que também pode ser entendido como uma celebração e homenagem à enorme capacidade de resistência da fundadora do FIAR, Dolores de Matos, o FIAR vai agitar Palmela no último fim de semana de julho. Instalações, animação e performances um pouco por todo o lado, ruas, largos, igrejas, cineteatro, incluindo paredes e fachadas dos edifícios.







Pin It on Pinterest