rdb_artigo_atlanticspringparty

Atlantic Spring Party

O Verão começa antes do previsto. Dia 6 de Junho na localidade Ponta do Sol, na Madeira.

O Oceano Atlântico foi o grande desafio dos portugueses depois da definição das fronteiras do território continental. Conceber o fim geográfico era uma tarefa que no século XV permanecia enevoada, por definir. Assim, o Mundo ia-se fazendo pelo caminho, serra atrás de serra, milha náutica a seguir à outra.

Não saber tanto pode ser tão reconfortante como uma descarga de adrenalina pela expectativa de descobrir. E aqui entra a imaginação.

A ilha da Madeira não foi descoberta pelos portugueses… bem, oficialmente foi. No entanto, mapas e relatos anteriores já mencionavam o arquipélago – com ligeiras diferenças na toponímia. Sendo assim, foi uma redescoberta; mas agora (mesmo agora) que damos o Mundo como garantido e sabemos tudo com as mãos e olhos, sem nos movermos, continua a ser tempo de (re)descobertas.

A Atlantic Spring Party decorre dia 6 de Junho na localidade Ponta do Sol, na Madeira. O local escolhido é a Estalagem da Ponta do Sol que, apenas pelas fotos, nos transporta para um local tão longínquo quanto ilusório (a ilha é já ali, acreditem).

Concebida pela Art-Cor, a festa une os propósitos da promotora de “espalhar o divertimento e a cultura em Portugal” sem se confinar especificamente a um estilo, mas indiscutivelmente à qualidade.

Desde 1999 que a Art-Cor, sediada em Oeiras, se compromete às formas de expressão da criatividade acreditando que estas são verdadeiras agentes de mudança – espelhados na música, street art, cultura urbana e linha de vestuário (com a ArtCor Clothing).

Sendo uma associação sem fins lucrativos, desenvolve ainda a cooperação e solidariedade entre associados na base de iniciativas relativas a problemáticas da juventude. A tarefa principal é alteração da realidade pelo “aprender fazendo”.

E porquê a Madeira? Ricardo Costa, director da Art-Cor explica: “Pela sua beleza natural, carência de actividades de cariz lúdico cultural e também beneficiando de novas rotas de companhias de baixo custo que permitem dar a conhecer ao público jovem o arquipélago”.

E o que está reservado para a festa é uma entrada no Verão 15 dias antes do previsto. O programa é iniciado às 16h de Sábado e termina pelas 8h (incluindo o after no Kool Klub) de Domingo, percorrendo um conjunto de actividades desde a projecção do documentário Lusofonia-(R)evolução Documentary by: Red Bull Music Academy, aulas de Yoga e grafitti – por K9, som dos DJs: Yubar, SweatSky, Bz, Heartbreakerz, Stereo Addiction, Dj Campus, Kaesar e Jonh-E e enquadramento visual dos VJs Vircious e Christian.

A RDB, como media partner da Atlantic Spring Party, tem durante o mês de Maio um passatempo activo com 25 entradas para a festa. Sigam os links e aventurem-se.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This