As nossas doces e perturbadas famílias

Despediu-se na primeira semana de abril, este espetáculo que juntou Carmen Santos, David Pereira Bastos, Joana Cotrim, Ana Sampaio e Maia, Rita Morais e Isac Graça, transformando num insólito espaço teatral o Estrelas de Vilhena, um pequeno café vizinho da monumental Culturgest.


Almada, cidade do Teatro

Já começou a 35 ª Edição do Festival de Almada. Esta frase traz uma inevitável tranquilidade às nossas vidas, o deambular de 4 a 18 de Julho pelas esplanadas da Escola António da Costa, mais do que o tempo e as cerejas, anuncia o Verão àquela comunidade que depende do teatro para perceber melhor a sua vida. No entanto este ano, um ano horrível para o teatro em Portugal, o Festival esteve por um fio.



Alkantara Festival 2018

Começa hoje o Alkântara, festival que ao longo de quinze edições ( e vinte e cinco anos, os primeiros como Festival Danças na Cidade) conquistou um lugar central nas artes performativas, sendo o mais importante acontecimento nacional nesta área. Até 9 de Junho espectáculos, concertos, festas, encontros com artistas, exposições e debates.


“O Novo Dancing Eléctrico” dos Artistas Unidos

Podendo também ser visto como um espectáculo sobre a (in) felicidade, sobre a vida das pessoas que se fecham sobre as suas próprias histórias extraindo delas a alegria possível, esta nova criação dos Artistas Unidos tem o que basta para vir a ser um acontecimento feliz na vida dos espectadores que se deslocam ao Teatro da Politécnica.


Festival de Teatro de Almada

# música, # teatro, # dança, # teatro pós dramático, # teatro de texto, # espectáculos de rua, # exposições, # workshops, # festa, # convívio, # música outra vez, # flamenco, #thomas ostermeier, # joel pommerat, # teatro português contemporâneo. Se quiséssemos espalhar a notícia da 33ª edição do festival de almada pelo ciberespaço, estes seriam alguns dos “tags” para que a tarefa conseguisse ter alguma hipótese de tentar dar ideia da diversidade dos dias loucos de Almada.


“DARKTOURISM”

Depois de se ter estreado em Lisboa apresenta-se em Almada, no dia 15, na Sala Experimental do Teatro Municipal Joaquim Benite, antes de seguir para o Porto no último fim de semana de Junho.  Mais uma oportunidade para conhecer o último trabalho deste novo colectivo teatro que aposta no humor irreverente e numa forte carga simbólica em cena.


Um minuto é quanto tempo?

De 2 a 12 de Maio o Festival de Peças em 1 Minuto instala-se no Chapitô, vindo de São Paulo, Brasil. Peças em 1 Minuto?! Nós também não acreditámos. De 2 a 5 de Maio pudemos ver 39 micro-peças brasileiras, de 9 a 12 de Maio é a dramaturgia portuguesa que sobe à cena.


“Timão de Atenas”, no adeus a Benite

“Timão de Atenas”, de Shakespeare, que estreia a 20 de Dezembro, assim como “Tuning” de Rodrigo Francisco, as duas encenações de Joaquim Benite com que a Companhia de Teatro de Almada encerrou a temporada de 2012, são bem um programa da vida teatral deste singular homem de teatro: um enorme fascínio pelo grande teatro do mundo, um grande envolvimento e empenho com a escrita teatral de hoje


Pin It on Pinterest