rdb_banzai_header

Banzai

Um dos movimentos que mais tem crescido entre os jovens tem sido o anime e o manga... e Portugal não tem sido excepção. Entretanto, começam a aparecer autores de banda desenhada com um estilo manga inato. A BANZAI é onde são apresentados estes novos talentos.

Para quem não conhece, a NCreatures trata-se de uma produtora portuguesa que tem vindo a desenvolver vários trabalhos na área da comunicação e do marketing. Desde design, ilustração, fotografia, escrita criativa, entre outros, são vários os conteúdos trabalhados por esta produtora que cedo se envolveu com a cultura nipónica.

Podem consultar regularmente, por exemplo, a revista online Waribashi, uma das grandes referências desta produtora, estando presente na rede JapanNET da embaixada do Japão desde 2008. “A Waribashi é a única publicação regular sobre Japão e cultura japonesa na sua totalidade, desde a cultura popular moderna à tradicional, passando por temas de actualidade. De referir o trabalho realizado na última edição especial que fizemos (a número três) com o tema O Terramoto no Japão: Seis meses depois. Foi uma compilação da informação sobre o sismo de 2011, com a participação de especialistas em diversas áreas. Fizemos uma apresentação na FNAC do Chiado, e esta teve a participação de um representante da Embaixada do Japão, assim como de dois portugueses (um engenheiro físico e um professor de português) que estavam na altura no Japão” como nos conta Ricardo Andrade, editor da NCreatures.

Agora estão de regresso com mais um novo projecto nacional, a revista de manga BANZAI, que na sua grande maioria é composta por trabalhos de autores portugueses, contando com participações esporádicas de autores estrangeiros, nomeadamente da Comic Party da Dinamarca e da Nosebleed Studios da Suécia, ambos parceiros da NCreatures.

Em 2010 já tinham editado um Nº0 mas é agora com o lançamento deste Nº1 que a produtora assume a edição periódica e trimestral desta revista. Este tempo de espera deveu-se à procura de um parceiro, tal como nos explica Ricardo Andrade. “A distância entre a BANZAI ZERO e a BANZAI 1, deveu-se puramente a uma questão comercial. Foi o tempo necessário para encontrar um parceiro que nos permitisse uma boa presença da revista em lojas de todo o país e que nos deixasse dedicar mais tempo a criar as histórias do que a vendê-las. Esse parceiro é a Fnac, que tem sido impecável em toda a colaboração. Daí também a mudança de formato entre ambas as edições. Procurámos com a Fnac encontrar um formato mais indicado com base na experiência comercial que eles têm. A promoção da revista está a cargo da NCreatures, e temos programados a partir de Janeiro mais apresentações como a que fizemos na Fnac Colombo. Iremos ao Porto, Aveiro, Braga e Algarve entre Janeiro e Fevereiro, culminando no lançamento da edição número dois da BANZAI que irá trazer uma nova série contínua, e mais aulas de Como Desenhar Manga”.

Como séries regulares, BANZAI conta com “TMG – The Mighty Gang” de Joana Rosa Fernandes e as tiras “Kuroneko” de Cristina Dias. A partir do número dois irá juntar-se a esta equipa Natália Batista com a série “Miau Miau”.

O número um já se encontra disponível na Fnac (loja exclusiva) ou a partir do site e, além das séries regulares, conta com a curta “Pandora Song” de Rita Marques e Inês Pott.

Para aguçar o apetite para as próximas edições já foram reveladas algumas das próximas histórias independentes a serem publicadas, tais como”Sepultura 666″ de Ana Santo, “Um padre, um rabino e um shaman” de Ricardo Andrade e Joana Rosa Fernandes e “Last Song” de Leonor, Marta Patalão e Sara Moura.

Um dos aspectos que considero mais interessantes nesta publicação é a oportunidade para encontrar novos talentos. Existe um espaço na revista dedicado a todos aqueles que quiserem submeter trabalhos. A todos os fãs de manga que anseiam por oportunidades deste género, não deixem esta escapar.

A revista nasce a partir do “Sempai Project” que consistia numa acção de formação gratuita da Ncreatures. Durante quatro anos este projecto pretendia descobrir novos talentos na área da cultura japonesa tal como o manga e um dos seus frutos é precisamente esta BANZAI.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This