Beck vs. DJ Shadow

O regresso em disco de duas figuras essenciais da melhor fornada alternativa de anos recentes. Regresso a Portugal?

Traços comuns:

Figuras enormes no imaginário alternativo de anos recentes, Beck e DJ Shadow são aquilo a que na gíria se apelida de músicos de culto: não são músicos que vendam aos milhões e milhões, não enchem estádios de futebol, mas são artistas imensamente respeitados por toda uma comunidade melómana assente nas sonoridades alternativas. Um, Shadow, confunde a sua carreira com a história do sampling – “Endtroducing”, o disco seminal do produtor, este mesmo registado no Guiness Book of Records por ter sido feito na sua íntegra com recurso a samples. Já Beck iniciou a sua carreira a afirmar-se como um Loser e a discorrer criticas à MTV. Depois, gravou discos que passam um pouco por todo o lado: da bossanova a um registo de cantautor, passando por algum hip-hop e pop-rock mais tradicional. 2006 viu os dois regressar com dois novos discos de originais: “The Information”, no caso de Beck; “The Outsider”, para DJ Shadow. Um assume o novo poder dos meios de comunicação, outro continua a ver-se como o mesmo marginal (sem sentido pejorativo) de sempre.

Os novos discos:

Dois discos de contrastes. Um rompe com um passado de génio numa tentativa de alargar horizontes sonoros (DJ Shadow), outro recolhe o melhor de uma faceta do músico num disco novo de originais que soa como uma compilação de melhores momentos de uma carreira (Beck). Mas vamos por partes: “The Outsider” vê DJ Shadow diversificar o seu leque de géneros musicais, ora apresentando temas com aproximações grandes ao formato de canção pop-rock ora mostrando um certo rap mais extremista. Depois, o tal movimento hyphy, que assume protagonismo grande, mas não total. Por entre alguns grandes momentos, fica no ar a ideia da não total concretização do imaginário sonoro do senhor Shadow. «This Time», segunda das dezasseis faixas do disco, parecia apontar novo grande disco do produtor – “The Outsider” não o confirma, mas não o desmente assim tanto como muitos, de forma desiludida, o afirmam.

“The Information”, de Beck, vê o músico regressar aos grandes discos depois de um mais tímido “Guero”. Centrado no hip-hop, “The Information” é, contudo, um disco de vistas bem mais largas: refrões certeiros, melodias inspiradíssimas, Beck na sua melhor forma. Não é um disco inovador dentro da carreira do músico, certíssimo; no entanto, pega no melhor de uma determinada faceta de Beck Hansen e, sem desafiar por aí além, consegue manter-nos surpreendidos por tamanha vitalidade criativa. Os novos fenómenos YouTube e MySpace funcionaram como armas maiores de promoção a “The Information” e ainda não é desta que Beck fez um disco menor. E já lá vão quase uma dezena de discos de originais…

As passagens por Portugal:

O senhor Josh Davies, aka DJ Shadow, apresentou em Junho passado o seu Hyphy Movement num Lux à pinha, provavelmente mais desejoso de acolher os temas da escola “Endtroducing” mas nem por isso menos curioso com esta nova vida do produtor californiano. Sete anos antes havia já Shadow tocado no Festival Sudoeste, numa mostra de sampling e hip-hop que marcou a edição de 1999 do já mítico Festival alentejano. Aquando do concerto no Lux, DJ Shadow prometeu que o regresso seria célere e menos centrado na nova faceta Hyphy – e a verdade é que, não obstante já alguma familiaridade com “The Outsider”, os pratos maiores de Shadow continuam a ser as criações de “Endtroducing” e “Private Press”.

De Beck, a última imagem guardada é a de um concerto para uma imensa minoria na edição 2005 do Festival Ilha do Ermal, em apresentação de “Guero”. Contudo, diversos momentos passados do músico em Portugal merecem destaque: a estreia no Imperial ao vivo (no Porto), e saudosos concertos no Coliseu de Lisboa e Festival do Sudoeste.

Com o regresso a Portugal em vista, resta ir assimilando os novos discos dos dois músicos e esperar por novos concertos em tempo adequado no nosso país. A geração melómana nacional agradece.

Que tal uma discografia completa? DJ Shadow ou Beck? Escolham !!



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This