Black Bombaim | “Titans”

Black Bombaim | “Titans”

"Titans" conta com um elenco de luxo que vem reafirmar (se é que é necessário) a grandiosidade titânica dos Black Bombaim

Black Bombaim apresentam novo álbum em 2012, um duplo LP de quatro músicas. “Titans” de nome, não podia ser mais acertado.

Desenganem-se, no entanto, aqueles que pensam que quatro músicas é pouco. De certa forma é, mas cada uma tem mais de dez minutos, a maior tem quase vinte, e dentro de cada uma existe uma catapulta de sonoridades que facilmente se podem multiplicar ou desconstruir (se é que isso é possível) em várias. Podemos escolher o caminho que queremos tomar a cada riff de guitarra e de bateria, a cada entrada de baixo e, assim, cada som tem a capacidade de nos transportar para o campo mais obscuro da mente, desejando por vezes o mal mas praticando o bem, ou vice-versa. Podemos, se quisermos, imaginar o filme em que cada música fica bem, em que cenas encaixam; o poder dos Black Bombaim é também esse.

A banda, no entanto, não precisa de apresentações ou introduções. Surgem em Barcelos em 2007 e têm-se vindo a tornar referência no rock em Portugal. E não se coibiu neste LP; apresentam-nos de tudo, desde saxofone à voz de Adolfo Luxúria Canibal, sendo que é esta a única voz que se ouve em mais de 60 minutos de puro rock. As participações são mais que muitas no entanto. Onze nomes compõem os agradecimentos, e passam por Jorge Coelho, Guilherme Canhão, Ghuna X, Steve Mackay, Noel V. Harmonson… Um elenco de luxo que vem reafirmar (se é que é necessário) a grandiosidade titânica dos Black Bombaim.

O seu stoner rock, psicadelismos de longos e distorcidos riffs, como se misturassem Black Sabbath e Sonic Youth num único corpo, fazem com que as nossas cabeças marquem compasso. Mais ou menos devagar, é um som que hoje já não é comum. E por isso é tão refrescante ouvi-los. A guitarra que vai falando, respondendo à bateria e ao baixo, faz dos Black Bombaim um caso de sucesso, de culto dentro do género. Mesmo aqueles que conhecem menos bem os trabalhos de Ricardo Miranda, Paulo Gonçalves e Tojo Rodrigues, facilmente se entregam à instrumentalidade psicadélica. E se não conhecem, podem começar por “Titans”, da Lovers & Lollypops, e verão que facilmente passam a querer saber mais sobre banda.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This