Buédalouco Pharmácia de Cultura, onde o melhor remédio é a arte de bem receber

Buédalouco Pharmácia de Cultura

Onde o melhor remédio é a arte de bem receber

Ao deambular pelo Bairro Alto e passar pela Rua do Norte, deparei-me com um novo estabelecimento, a Buédalouco Pharmácia de Cultura, uma loja, que é também um espaço cultural. Abriu ao público no passado dia 8 de Novembro e provoca desde logo curiosidade. As portas de vidro que dão acesso à Pharmácia deixam trespassar as luzes quentes e adivinhar a ambiência acolhedora deste espaço.

Realmente, quando pomos o pé dentro na Bué da Louco, a magia entra-nos pelos poros adentro.

As luzes e os brinquedos animados dão vida à casa, uma árvore de Natal recheada de luzes, duendes e enfeites originais aquecem o ambiente, e a música que vem do piano ou dos músicos convidados enchem a atmosfera da Buédalouco. Esta é uma sala-de-estar acessível a todos, um ponto de encontro e de partilha, uma casa aberta, onde encontrará uma grande anfitriã – Helena Corado Mendes – a fundadora deste projecto único.

De facto, quando entrei na Buédalouco Pharmácia de Cultura a minha primeira reacção foi a curiosidade sobre a pessoa que estaria por detrás desta ideia luminosa.

Helena explicou que este projecto teve o seu início há alguns anos atrás, em Santarém, com o nome Buédalouco.

A pintora de formação e afilhada do aclamado José Régio, partilhou com a Rua de Baixo que sente que desde sempre teve olho para escolher os objectos mais originais, e incorpora um grande espírito de coleccionadora.

“Gosto de coleccionar coisas. O meu pai também era pintor e professor, e tinha a mania das coisas antigas e de restaurar, e eu também devo ter herdado um bocado disso. É capaz de ter ficado cá dentro.”

Nas suas viagens pelo mundo recolheu inúmeros brinquedos animados, enfeites, jogos, roupas, mobílias e inspirações. Tudo com a sua história, e com os seus detalhes. Helena relembra tudo com carinho e dedicação.

A loja de Santarém começou num entretém e acabou por ter um enorme sucesso. Era onde os locais sabiam que podiam encontrar o que não iam encontrar em mais lado nenhum. Reunia muitos objectos que a artista tinha escolhido a dedo, e expunha agora ao público.

“Baseei-me muito nas lacunas de Santarém.”

Mais tarde, devido ao enorme sucesso da primeira loja, e como durante o Verão ia de férias para Moledo, Helena Corado decidiu abrir um segundo estabelecimento ali, apenas durante os meses mais quentes. Infelizmente para as pessoas de Moledo e de Santarém, Helena fechou os dois estabelecimentos porque veio morar para Lisboa com o seu marido, também artista, Carlos Mendes. Felizmente para nós lisboetas, e para os visitantes desta cidade maravilhosa, a pintora decidiu finalmente, ao fim de quatro anos, reabrir a Buédalouco, em pleno Bairro Alto.

“Quando abrimos uma loja é como uma exposição de pintura, a pessoa mostra um bocado do seu interior. Expõe-se completamente. Eu para fazer alguma coisa, tenho que fazer uma coisa que tenha o meu cunho, com que me sinta bem.”

A Buédalouco, Pharmácia de Cultura é uma loja que também é lar de quem quer que entre. Está recheada de luzes, peluches mágicos que mexem, e segredos escondidos em cada objecto, que por ali repousa e anseia por um novo dono, ou simplesmente por contar a sua história. A decoração esteve ao cargo da pintora e do seu filho, conhecido por Jazzafari, também artista e cantor de Jazz.

Helena, para além de especialista na arte de bem receber, pretende ainda dinamizar o espaço culturalmente, sendo que para já há música ao vivo. Estão ainda previstas, para um futuro próximo, exposições de pintura, tertúlias, debates, workshops, ciclos de cinema e uma biblioteca, entre muitas outras iniciativas.

Um dos segredos para o sucesso dos projectos de Helena Corado é o amor que deposita em tudo a que se dedica. Uma curiosa nata, e uma guerreira genuína que luta pelo acredita, abre agora ao público as portas de uma casa que pretende ser um canto de bem-estar, partilha e conforto.

Um refúgio da alma, porque o melhor comprimido para o espírito continua a ser o amor.


View Larger Map

A Buédalouco, Pharmácia de Cultura, encontra-se na Rua do Norte, no nº 60, e está aberta todos os dias das 14:00 às 24:00.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This