Burgher King

Estreia dia 28 de Novembro, na Casa D’Os Dias Da Água, em Lisboa.

Nos inícios do século XVII (a data exacta não é consensual), o mestre da língua inglesa, William Shakespeare, escreveu uma das suas mais características e marcantes obras – Rei Lear.

Esta tragédia shakespeareana, baseada livremente na figura verídica do Rei Lear, centra-se na personagem do próprio Rei, um ancião monarca que decide renunciar ao trono a favor dos seus três filhos, por estar demasiado fatigado, física e psicologicamente. A partir daqui desenrola-se uma tragédia singular acerca da condição existencialista do Homem sofredor (com um leve paralelismo com Cristo enquanto Homem).

Agora, quatro séculos depois, o multi-facetado João Garcia Miguel pega nesta peça intemporal e adapta-a aos nossos dias, “traduzindo e esquartejando” o texto numa versão bilingue para dois actores: o australiano Anton Skrzypiciel e o português Miguel Borges.

Nesta readaptação contemporânea, a peça original é despida até ao essencial: a história de um homem e das suas três filhas; a história de um Homem, que antes de ser rei é pai e que, por estar demasiado velho, quer renegar a essa condição para voltar a ser simplesmente um Homem. Um dilema existencial, descarnado até à substância fundamental da tragédia shakespeareana.

Quanto à jogada irónica do título, o próprio João Garcia Miguel justifica-o, não só com a própria intemporalidade e contemporanidade da peça, mas com a forma como manipula e espreme o texto – como se fosse um hamburger.

Com a estreia oficial a ter acontecido no passado dia 17 deste mês, no Black Box, em Montemor-O-Novo, Burgher King Lear chega a Lisboa já no próximo dia 28 de Novembro, mais especificamente à Casa D’Os Dias Da Água, onde permanecerá até dia 10 de Dezembro. Depois, viajará um pouco por todo o país em 2007, começando pela Guarda.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This