rdb_capuchinhovermelho_header

Capuchinho Encarnado, nem todos os lobos são maus

A bYfurcação sobe ao palco do Teatro Villaret para encantar miúdos e graúdos com uma versão muito própria da história do Capuchinho. Uma peça que (também) é para as crianças

Era uma vez uma versão divertida e INvertida dos acontecimentos que rodeiam a visita do Capuchinho à sua avozinha. A bYfurcação conta-nos toda a verdade sobre a história infantil, Capucinho Vermelho, levando-nos a descobrir um lobo que não é assim tão mau e um Capuchinho que é mesmo um Capuchinho. Nho. Um menino, pois. E nada de avozinha. Sim, é verdade.

Depois de um Verão entre o País das maravilhas e a tragédia amorosa de Romeu e Julieta na Quinta da Regaleira, a bYfurcação presenteia-nos com um trabalho onde a magia se constrói com um cenário simples e funcional. Onde somos levados a pôr a imaginação a trabalhar, colocando em causa tudo o que nos ensinaram sobre o Capuchinho Vermelho e a maldade do lobo.

A direcção de actores está a cargo de Paulo Cintrão, que acumula funções no elenco ao lado de Fábio Ventura e Ricardo Soares.  Os figurinos são da responsabilidade de Carina Soares e merecem um elogio pela simplicidade e pela moldura que conseguem criar para a estória. Uma estória completamente sem sentido, já vos tínhamos referido?

Capuchinho Encarnado, nem todos os lobos são maus  estreou no passado dia 17 de Novembro e está em cena até ao dia 16 de Dezembro (sábados, pelas 17h e domingos pelas 11h). O bilhete custa 7 euros e a peça dura cerca de 45 minutos (termina mesmo antes da criançada começar a pedir para ir ao wc!).

A bYfurcação foi nossa parceira no ciclo Teatro da Rua, na Baixa-Chiado PT BlueStation.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This