rdb_usb-chairs_header

Cabracega

A criatividade transversal...

A Cabracega foi fundada em 2008 e é um estúdio crIativo constituído por Hugo Tornelo e Pedro Alegria, uma dupla de colegas que deixou para trás os cânones do mercado de serviços habitual e apostou numa área mais ampla designada por Experience Design, uma linha assumidamente transversal de criatividade. A actividade deste estúdio é, na verdade, a excelência do desafio.

É que são poucos aqueles que podem dizer, quando a pergunta lhes é colocada, que trabalham com tudo, em todo o lado e que as vertentes da sua intervenção são ilimitadas. Até pode parecer um pouco confuso, à primeira, mas na realidade faz todo o sentido. Estamos todos cada vez mais conscientes de que a nossa evolução é resultante do meio em que vivemos. Somos permeáveis ao mais pequeno estímulo e as nossas acções poderão estar associadas às experiências do nosso dia a dia.

É esta temática da experiência do indivíduo que é a base representativa da Cabracega. Seja através de alterações do meio, subvertência do objecto ou pelo questionamento dos pressupostos comuns, o trabalho destes dois designers requere a participação do observador e apela a uma utilização não convencional de um determinado objecto ou meio colocando em causa, muitas vezes, o seu próprio fundamento. O objectivo é redefinir a experiência e causar um efeito de consciencialização construtiva que supera a habituação e distingue realmente uma origem ou um propósito.
Um dos primeiros projectos desenvolvidos pela Cabracega foi o SEED, um projecto que tinha como objectivo o princípio da sustentabilidade e a interligação de dois mundos paralelos. Um mundo pleno em desenvolvimento social e tecnológico e outro onde o conhecimento ainda é tradicional e os meios artesanais.

A imagem de marca deste projecto é a produção artesanal de invólucros em madeira de canetas USB por artesãos rurais, que viram aqui a oportunidade de apresentar ao mundo desenvolvido a sua capacidade de contribuir e de serem considerados participantes válidos num qualquer segmento de produção. Este projecto foi desenvolvido em parceria com a Santa Casa da Misericórdia de São Tomé e Príncipe e financiado pela Cooperação Portuguesa, tendo-se transformado num ícone de sustentabilidade que será uma alternativa concreta num plano ecológico.

Outro dos meus projectos favoritos deste estúdio é o sofá USB. Neste caso, a intenção foi instalar um circuíto USB num conjunto de sofás velhos e permitir às pessoas que estão sentadas ligarem-se através dos seus computadores portáteis e trocarem ficheiros entre sí.

É muito interessante observar a forma complementarista como estes sofás foram intervencionados e constatar que com uma simples alteração passaram a conter uma mais-valia em relação a muitos sofás modernos, não obstante a sua natural re-utilização.

Uma das mais recentes intervenções da Cabracega foi desenvolvida para a Bienal Experimenta Design 2009 e respondeu ao desafio de redefinir objectos em segunda-mão entregues pela comunidade a pedido da campanha “Coca-Cola Light Gosta de Ti”.

O estúdio entregou várias propostas e entre as mais destacadas estão a “Make household, not war”, que pretendia comparar as donas de casa a verdadeiras guerreiras ao aplicar um cabo de um florete a um conjunto de vassoura, pá e varredor de pó, transformando-os em autênticas armas, a “Mary Had a Little Lamp”, que consistia num boneco cuja cabeça foi adaptada com um abat-jour e em que o objectivo era relacionar o acto solitário de leitura nocturna com uma presença figurativa da iluminação, ou o “You Are Here”, um guarda-chuva assemelhando-se a um ícone de localização geográfica e que quando usado pode ser visto como um localizador visual em tempo real.

Uma das lições mais importantes que a Cabracega nos transmite é a da autonomia criativa. É que uma das suas principais formas de contacto com o mercado é a proactividade, quando muitas vezes é o estúdio que propõe a determinada entidade a materialização de uma ideia ou um conceito. Todavia têm estado a crescer o número de trabalhos comissariados, fruto da demonstração de qualidade na prestação desta dupla de criativos.

Eu, como pessoa e como designer, sinto que é muito importante que surjam iniciativas desta natureza, que relacionem novamente o utilizador com o objecto na óptica da experiência consciente e que em último plano nos definem enquanto indivíduos responsáveis e integrados.

Um abraço, Cabracega!



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This