cinzento e negro

Cinema Ideal – 19 a 25 de Maio

Uma semana cheia de bom cinema

Esta semana, o difícil vai ser escolher no Cinema Ideal.

“Cinzento e Negro”, de Luís Filipe Rocha, estreia no Ideal e é o escolhido para as 18h00 desta semana. O filme conta a história de Maria, uma mulher traída pelo companheiro, David, quando este lhe rouba um saco de dinheiro e foge, refugiando-se na ilha do Pico. Furiosa e determinada a vingar-se, ela propõe a um inspector da Polícia Judiciária, Lucas, perseguir e encontrar o companheiro. Entretanto, David, numa visita à ilha do Faial, apaixona-se por uma faialense, Marina, empregada do mítico bar Peter Café Sport. Maria e Lucas procuram David nos Açores, cruzam-se com Mariana no Faial e os três vão descobrir David na sua casa da montanha, no cimo do Pico. Num confronto final, como numa tragédia grega, Maria e David ajustam as contas que o destino lhes traçou.

Em 2015, “Cinzento e Negro” já tinha participado em vários festivais nacionais e internacionais. Foi selecionado para integrar o Montreal World Film Festival (Canadá), a Mostra Internacional de Cinema de S. Paulo (Brasil), o Montanha Pico Festival (Portugal) e foi o grande vencedor do Festival de Cinema da Figueira da Foz. No festival Caminhos do Cinema Português, o filme viu reconhecida a sua capacidade de comunicação com a audiência ao ganhar o Prémio do Público, e venceu ainda nas categorias de Melhor Ator (Filipe Duarte) e de Melhor Banda Sonora Original (Mário Laginha).

“Cinzento e Negro não ficou como o tinha imaginado, mas com todos os contributos da equipa que o acompanhou, ficou bem melhor”. Luís Filipe Rocha

“Aqui em Lisboa” está no Ideal às 20h15, episódios da vida de uma cidade com argumento partilhado entre Denis Côté, Dominga Sotomayor, Gabriel Abrantes e Marie Losier. Lisboa sabe ser diferente, bizarra, sarcástica; sabe dar as boas-vindas aos estrangeiros, mesmo em plena crise económica. Diferentes realizadores ficaram fascinados com a nossa estranheza. Nós ficámos fascinados por esses realizadores. A cidade nunca mais será a mesma nestes quatro episódios, aqui em Lisboa. Nós já espreitamos o filme.

O Vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cannes, “DHEEPAN”, de Jacques Audiard, tem direito a duas sessões no Ideal, às 13h50 e às 22h00.  Um filme que conta a história de um antigo soldado, uma jovem mulher e uma menina que se fazem passar por uma família para escapar à Guerra Civil do Sri Lanka. Acabam por se instalar na periferia de Paris. Praticamente não se conhecem, mas vão tentar construir uma vida juntos.

“Cemitério do Esplendor” pode ser visto às 15h50 e, no dia 20 de Maio, acontece uma sessão especial – a primeira apresentação pública do filme “Auto Rádio”, às 24h00. A entrada tem o preço único de 7,5€, à venda no local a partir das 21h30.

Auto Radio

Verão de 2015. Quatro amigos partem na mais longa digressão de datas consecutivas de que há memória na história da música portuguesa. 5670 kms a bordo de uma carrinha Volkswagen Golf de 1996. Benjamim viajou do coreto de Alvito até à Gafanha da Nazaré, com etapa especial no Festival Bons Sons, na aldeia de Cem Soldos. A acompanhá-lo na estrada, António Vasconcelos Dias, músico da banda, Manuel San Payo, técnico de som e Gonçalo Pôla, realizador-documentarista.

Tal como o disco, o filme “Auto Rádio” é uma viagem pelo país, pelas canções e pela música. A estrutura narrativa parte dos 12 temas do álbum, das múltiplas entrevistas dadas em estações de rádio um pouco por todo o lado, e do discurso directo de pessoas importantes para o disco: AP Braga, João Paulo Feliciano, Henrique Amaro e Luís Oliveira da Antena 3 ou Pedro Ramos da Radar FM.



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This