header3

Club Docs @ Musicbox

Diversidade musical ao vivo no cais-do-sodré.

Nos dias dezoito e dezanove do presente mês, integrado no evento “Club Docs” o Musicbox encheu-se para receber mais duas bandas de referência no panorama musical nacional, Micro Audio Waves e X-Wife respectivamente. O “Club Docs” é um projecto que assume como objectivo primordial, e em parceria com a RTP2, a divulgação do que se vai fazendo em Portugal no registo musical através de documentários resultantes não só destas gravações como de alguns dos  momentos marcantes na vida artística de cada um dos convidados.

Os Micro Audio Waves, distantes de “Zoetrope” dos últimos tempos, explodiram em energia bem ao estilo rock´n´roll sem tanta movimentação de imagens e componente cénico-teatral que caracterizam o espectáculo que uniu o encenador Rui Horta à banda de Cláudia Effe e Flak. À espantosa dedicação e vibração de C Morgado (teclas, programações, coros) juntaram-se o engenho e capacidade performativa de Flak (guitarra, programações, coros). Surpreendente nesta noite o mentor de MAW a par com Cláudia Effe.

«Be Drave Dave», na peculiar atitude vocal de Cláudia e impecável devaneio rítmico de Flak e do novo baterista,«Down by Flow» e «Fully Conected» fizeram as delícias dos presentes.

Também Francisco Rebelo (baixo, programações) degelou o ambiente mostrando-se – como sempre, aliás – presença fulcral na estrutura MAW, tal foi o clima entretanto gerado na sala Musicbox, e acompanhou em coros Cláudia e todos os outros que entretanto se juntaram em abraço conjunto ao segundo encore aclamado.

A salientar ainda a turbulência apetecível e indomável de «Sunshine Sunlight» e a improvisação natural aglutinadora do sentido essencial de banda presente ao longo do espectáculo.

No dia seguinte, as gravações decorreram ao som do electro-punk dos portuenses X-Wife. Muitos foram também os que acederam à divulgação do evento; os fãs souberam-no de antemão pelo myspace da banda, onde tiveram alguns bilhetes para  oferecer aos primeiros que enviassem o texto de declaração de voto para a Best Portuguese Act nos MTV Europe Awards de 2009.

A banda de João Vieira (vocalista e guitarrista) Fernando Sousa (baixo) e Rui Maia (sintetizadores) teve também um baterista a acompanhar. João Vieira mostrou-se animado ao longo do concerto e agradeceu o facto de estar a tocar pela primeira vez no palco em questão, mas não a primeira na capital, onde “gostamos sempre muito de tocar”.

O fôlego para permanecerem vitalmente associados à atitude visceral do electro/punk/rock parece nem ser forçado, sai-lhes, cada vez mais, de forma genuína.

Mostram maestria na função em que se acomodam e compensam. As batidas soaram electrizantes e dançáveis, como é característica em X-Wife. O  jogo de luzes, os riffs afirmativos e a atitude do vocalista iluminam a banda de um carisma especial a que o público que acede já encara como familiar.

Para recordar deste último dia do primeiro ciclo de gravações as vibrações espantosas das conhecidas «On The Rádio»,«Fireworks» e «Good Times».

O objectivo de “Musicbox Club Docs” parece não ter terminado aqui. Para já, apenas se confirmam a gravação de cinco programas. Ficamos a aguardar mais e tão boa diversidade musical como a que estes dois dias acolheram.

Fotografia por Vitor Nascimento.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This