rdb_lego_header

Comunidade 0937

Em torno dum brinquedo que é sinónimo de liberdade.

Será o Lego uma coisa de crianças e nada mais que isso? Seguramente que não, pelo menos assim nos comprova a existência de uma comunidade portuguesa inteiramente dedicada a este produto. Longe dos preconceitos, que afectam graúdos e até miúdos, de que o Lego se trata de um brinquedo para a infância e apenas para a infância, vive a Comunidade 0937. Um grupo de gente que encontra no Lego a melhor forma possível de aplicar as suas energias.

Criada em 2006 sob a forma de fórum onde os interessados por este brinquedo de construção podiam dar dois dedos de conversa, rapidamente o projecto cresceu e assumiu novos contornos. Hoje esta comunidade, que foi buscar o seu nome à inversão do termo “lego”, conta com largas centenas de membros, sem grandes padrões no que respeita, por exemplo, a idades ou profissões, e não é só um espaço de troca de ideias como não esgota a sua existência na rede. Dois anos depois da criação, começaram a estruturar as suas actividades e a promover diversos tipos de eventos, como exposições e encontros, onde o Lego é rei e senhor.

O melhor exemplo desta última faceta da Comunidade 0937 é o Tomar Lego, evento que se realiza, como o nome indica, na cidade dos templários. Decorre todos os anos no mês de Junho e leva milhares de pessoas, desde os especialistas aos meros curiosos e desde o avô ao neto, a Tomar para ver praticamente tudo o que é possível fazer com pequenas pecinhas de construção e muita imaginação. É neste evento que, durante alguns dias, membros da Comunidade 0937 mostram aquilo que fizeram durante o último ano, milhares de peças são postas à disposição da criatividade dos mais novos, se mostra o mundo Lego que vai além das peças de construção, como os jogos de vídeo e a roupa da marca dinamarquesa, e se dá a oportunidade aos visitantes de adquirirem todo o tipo de Lego, desde conjuntos mais antigos e que já não se encontram no mercado até aos que acabaram de chegar às prateleiras das lojas.

Quem visita, por estes dias, a cidade do Convento de Cristo, compreende, se não o tinha já percebido de brincar com Lego, a trindade que Luís Baixinho, um dos pilares da Comunidade 0937, enuncia como a base para o sucesso e a longevidade da Lego: “qualidade, universalidade e compatibilidade”. Em relação à primeira característica conta-nos, a propósito da obsessão com a qualidade por parte da empresa, que “uma peça defeituosa é raríssima e tema de discussão”. De seguida, explica-nos que “o conceito por trás do brinquedo é universal”, pois “um mesmo lote de peças pode ser hoje um castelo, amanhã uma casa, e depois ainda uma nave espacial. Depende só da imaginação de quem constrói, somos nós que decidimos, isso é muito ‘poder’”. Por último, em relação à compatibilidade das peças Lego, as mesmas “seguem uma regra de compatibilidade estabelecida há mais de cinquenta anos, as peças do avô vão ser compatíveis com as do neto”, o que permite a “uma colecção crescer indefinidamente”.

Acima de tudo, o Lego é um produto que apela e estimula, em total liberdade, a imaginação e criatividade de cada um e, para isso, qualquer idade é válida. Isto são os traços do brinquedo em si e dos quais esta comunidade tem plena consciência. No entanto, a Comunidade 0937 consegue levar isto um pouco mais longe ao unir pessoas em redor de algo que é a combinação perfeita dos ingredientes imaginação, criatividade e muita liberdade.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This