antonio_de_macedo_crowd

Campanha de crowdfunding de “Nos Interstícios da Realidade – O Cinema de António de Macedo”

Campanha de crowdfunding

A qualidade do elevado número de candidaturas submetidas e a impossibilidade do Fundo de Apoio ao Cinema premiar mais projectos, levou ao aparecimento de uma novidade nesta 3.ªedição. Para além dos quatro projectos premiados, o júri decidiu destacar um quinto filme – o documentário “Nos Interstícios da Realidade – O Cinema de António de Macedo” do realizador João Monteiro – que contará com uma campanha de angariação de fundos durante o mês de Fevereiro no site Zarpante, uma plataforma de crowdfunding cuja missão é democratizar o mecenato para o património cultural e para as comunidades de língua portuguesa.

O documentário baseia-se na obra de António de Macedo, o cineasta mais prolífico da geração do “Novo Cinema Português”, movimento que ajudou a fundar através do filme “Domingo à Tarde”. A ousadia estética de filmar “A Promessa” de Bernardo Santareno como um western, juntamente com o seu sucesso junto do público, provocaria uma clivagem irreversível junto dos parese da crítica. Interessado em explorar as possibilidades tecnológicas do meio cinematográfico e em desenvolver um cinema de cariz fantástico, a sua obra é difícil de classificar no seio do cinema português. Lutou arduamente contra os cortes que a censura lhe impôs, antes e depois do 25 de Abril, quando a Igreja Católica tentou impedir a estreia de “As Horas de Maria”, esforço que o tornaria no “blasfemo” filme português mais polémico de sempre. Experimentaria ainda a alegoria esotérica em “O Princípio da Sabedoria”, osobrenatural em “Os Abismos da Meia-Noite” e a ficção-científica em “Os Emissários de Khalôm”, recebidos sempre com entusiasmo pelo público, mas com desprezo pela crítica. Desistiria de filmar nos anos 90, após sucessivas recusas de subsídios estatais. Esta é uma das histórias do cinema português que falta contar.

Link para campanha de crowdfunding – http://www.zarpante.com/investment/nos-interst-1176

João Monteiro

João Monteiro nasceu em Lisboa em 1977. Licenciou-se em História de Arte na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, tendo estagiado durante um ano no Museu Rafael Bordalo Pinheiro. Em 2000 participou na fundação do Cineclube de Terror de Lisboa (CTLX) que inicia acti- vidade no ano seguinte em ciclos à meia-noite no cinema King. Trabalhou durante 6 anos na Atalanta Filmes no departamento de Vídeo/DVD e 6 meses na Valentim de Carvalho Multimédia. Em 2007, o CTLX organiza a 1a edição do MOTELx – Festival Internacio- nal de Cinema de Terror de Lisboa e cuja actividade se estende até ao presente. Foi também através deste festival que conheceu António de Macedo.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This