CVC-compressed

24ª edição do Curtas Vila do Conde

Competições voltam a mostrar o melhor do cinema contemporâneo

O Curtas Vila do Conde – Festival Internacional de Cinema está de regresso entre 9 e 17 de Julho para a sua 24ª edição. A programação completa ainda não foi divulgada mas o núcleo central do festival, as competições – Nacional, Internacional, Experimental, Vídeos Musicais, Take One! e Curtinhas – voltam para apresentar o que de melhor se faz no cinema contemporâneo, e provando que “a curta-metragem continua a ser um formato de excelência e de experimentação”.

A singularidade do cinema português é ilustrada na Competição Nacional através de um conjunto de filmes que desafiam as fronteiras entre géneros e temas. Uma selecção com obras de autores consagrados e de cineastas estreantes, dezasseis filmes que provam que o cinema português se renova de forma constante. A seleção oficial integra trabalhos de realizadores com historial em Vila do Conde, como Leonor Noivo, Gabriel Abrantes, André Santos e Marco Leão, ou Paulo D’Alva.

O Curtas Vila do Conde procura, constantemente, o cinema do futuro, que propõe olhares diferentes sobre o mundo e a Competição Internacional é a montra de luxo desse cinema. Com uma seleção das melhores curtas-metragens produzidas no último ano, integram esta competição 38 filmes que discutem as grandes questões da humanidade: desde as mais pequenas crises familiares até às grandes questões do tempo contemporâneo. Entre os filmes selecionados, estão autores que regressam ao festival (e alguns deles premiados), como Jennifer Reeder, Theodore Ushev, Bertrand Mandico, Deborah Stratman, Salla Tykkä, Ben Rivers e Dustin Guy Defa. Destaque também para a presença de autores emergentes, como Nadav Lapid e Konstantina Kotzamani.

A Competição Experimental dedica-se ao cinema de vanguarda que desafia as convenções e arrisca a experimentação, uma categoria que apareceu como um lugar de liberdade, quebrando as regras rígidas do cinema narrativo. “O Curtas Vila do Conde – confirmando a relevância deste cinema no contexto contemporâneo – tem, nos últimos anos, apresentado uma competição específica, onde se encontram filmes que desafiam as convenções narrativas e cinematográficas.” Nos vinte filmes que a compõem, regressam este ano autores paradigmáticos do género como: Mike Hoolboom, Daïchi Saïto, Christoph Girardet, Matthias Müller, Siegfried A.Fruhauf ou Jay Rosenblatt.

Novamente dedicada à produção nacional, a Competição de Vídeos Musicais do Curtas Vila do Conde apresenta filmes com uma assinalável densidade cinematográfica, seja pelas suas experimentações técnicas ou pela construção de imagens sensoriais. Entre os 13 filmes escolhidos, encontram-se bandas e músicos como: The Legendary Tigerman, Sensible Soccers, Evols, peixe:avião, Carlão e Os Azeitonas; e realizadores que repetem a sua presença em Vila do Conde: Miguel De, Vhils e Vasco Mendes.

Na Competição Curtinhas, o júri será composto por 15 crianças, uma secção que conta ainda com um espaço infantil e várias oficinas, permitindo aos mais novos participarem numa semana de cinema em família.

Reservada a filmes de estudantes, a Competição Take One! apresentará uma nova geração de talentos saída das escolas de cinema e audiovisual. Nesta categoria, destacamos um dos prémios ao vencedor – o prémio da Agência da Curta Metragem que garantirá a inscrição do filme num circuito internacional de festivais de cinema.

Fora de competição, o Panorama Nacional apresenta-se como um espaço de exibição de autores e filmes relevantes do último ano, mas que já passaram por outros festivais portugueses. Como a competição nacional, estes filmes são de diversos géneros e utilizam estratégias diferentes, mas todos eles mostram a capacidade do formato curta-metragem para contar histórias sobre o nosso mundo. Nesta seleção, destaque para filmes como “A Balada de um Batráquio”, de Leonor Teles (Urso de Ouro no Festival de Berlim), ou “Ascensão”, de Pedro Peralta (Semana da Crítica do Festival de Cannes); e o regresso de autores como José Miguel Ribeiro, Filipe Abranches e Simão Cayatte.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This