rdb_dacolectiva_header

Da Colectiva

Não é preciso ser artista, basta querer-se.

A Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa parece ser pródiga no que ao associativismo artístico concerne: Da Colectiva é o nome de uma associação que pretende dinamizar a arte e espírito crítico dos seus sócios.

“A associação surgiu porque parte dos membros fundadores fizeram uma exposição chamada Logrador, no Espaço Avenida, em Lisboa, e demos o nome Da Colectiva ao colectivo de artistas que estava por trás desse evento”, conta José Jesus, um dos criadores do grupo. Esta exposição, o primeiro passo para os alicerces de Da Colectiva, incluiu uma mostra de todas as artes plásticas, desde pintura a escultura. Posto isto, os membros decidiram alargar os colaboradores, recrutando novos interessados, através de uma mailing list.

A ideia de criar a associação acabou por ser, em certa forma, uma maneira para poder investir na arte, de maneira a abranger mais gente: “uma vez legalizada, há uma força muito maior, mais patrocínios e financiamento, mais estruturação, tornando-se mais eficaz de gerir”, explica José. Com reuniões periódicas e estrutura hierárquica – requisito para qualquer associação legalizada -, os seus sócios costumam ceder a sugestões de actividades que lhes cheguem. Um desses casos foi a exposição de desenho A4, na Galeria 59, no Bairro Alto, com uma mostra de desenhos sobre a luz.

A maioria dos associados são artistas plásticos, no entanto, de entre os sócios, há mesmo pessoas que fazem música. Numa existência curta, a Da Colectiva já se confrontou com alguns pedidos inusitados, obtendo propostas externas, de pessoas que queriam ver os seus livros apreciados, antes de serem publicados.

Na calha para o futuro, estão planos para o lançamento de uma revista online – que conterá ensaios, textos sobre artes, feitas pelos sócios e convidados, mais exposições, acções de rua e workshops, bem como a continuação dos ciclos de cinema que já são, actualmente, realizados.

José Jesus deixa, aliás, o repto: “é bom que todos os artistas de uma área se unam, para fazer uma força futura maior”.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This