Danye77a

Um site que se transformou em música ou terá sido a música que explodiu para fora de um site? A vontade criativa celebrada em electrónica e sons experimentais.

Uma das principais características da música é a capacidade de criar, sem ter que existir qualquer tipo de barreira e limite. Criar e colocar sons e palavras, aquilo que nos enche a mente e nos perturba, bem como aquilo que queremos exteriorizar e que nos alegra. A música serve de escape para quem a ouve e com ela se identifica, mas principalmente serve de fuga e exorcismo para quem a cria e espanta fantasmas, demónios e outros seres de outras dimensões que possam estar a a vaguear pelas profundezas do corpo e alma.

Daniela nasceu em Portugal e o mundo artístico sempre foi a sua paixão. O interesse pela música surgiu depois da fotografia e do desenho e muito devido aos textos que escrevia para os mesmos, tendo posteriormente tirado um curso de produção musical a nível de “home studio” e software. A disinibição musical aconteceu em Berlim, onde aprendeu a revelar a sua música e a acreditar naquilo que fazia, que não era mais do que utilizar a música para aquilo que ela serve: Exprimir o seu mundo.

De regresso a Portugal, começou a compilar todos os seus gostos e conceitos num único e previligiado local, ao alcance de todo o mundo. Foi através de www.ye77a.net que surgiu a oportunidade de colocar em palco a sua música através da ZDB e, com a ajuda de músicos a amigos, mostrou àqueles que quiseram ouvir e ver, o som que lhe vai na cabeça e na alma num concerto que a própria considera ter sido “um ataque de nervos controlado”.

O som que chegou até nós veio em formato de “live act” e transparece uma certa loucura controlada e, através de sons computorizados e influências electro, transporta-nos para um mundo de desejos e fobias em seis temas que a voz encaixa por cima de programações bastante psicadélicas, criando uma sonoridade difícil de rotular mas interessante de ouvir.

K7 é o título dado por Daniela a este trabalho de apresentação, que é a confirmação da não existência de limites na produção musical. As barreiras são para ser quebradas e a verdade é que “tudo é possivel…mesmo que por vezes nao soe a música”. O título é inspirado nas velhinhas cassetes que são o símbolo da liberalização da música e que têm um valor importante na vida de todos, particularmente para Daniela porque “se não fossem elas e os gravadores, nunca teria tido música”.

O futuro de Daniela passa principalmente pela optimização do site e pelos concertos ao vivo. A edição de um EP onde o vídeo, a música e a animação criem um tipo de curta-metragem será o próximo passo discográfico, existindo também uma proposta para uma colectânea da ZDB com novos projectos.

Se depois de lerem estas linhas ficarem minimamente curiosos com este projecto, podem passar pelo Lounge em Lisboa no dia 20 de Maio.



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This