DocLisboa 05

A edição do ano passado do DocLisboa foi um sucesso. Para além de ter sido o festival de cinema com maior afluência de público realizado em Lisboa (13.500 espectadores), o DocLisboa conseguiu reacender a discussão sobre um género cinematográfico, muitas vezes apelidado de parente pobre, evidenciando a sua importância social, pedagógica e criativa. Este ano a 3ª edição decorre entre 15 e 23 de Outubro, no local do costume, a Culturgest.

Os principais objectivos da edição deste ano são os mesmos das edições anteriores. Em primeiro lugar, o festival pretende mostrar ao público português filmes importantes e multi-premiados internacionalmente que ainda não chegaram às salas de Lisboa (e muitos não vão mesmo chegar). Pretende-se também dar a conhecer novas cinematografias, nunca antes divulgadas (este ano a Russa). Por fim, pretende-se questionar a situação actual do documentário português, bem como aprofundar temas contemporâneos e actuais (nesta edição, a conversa vai focar-se sobre “Nacionalismos, identidades e fronteiras”).

O festival tem também a ambição de alargar o “tipo” de público que costuma frequentar a Cultugest. Assim, este ano, irá ter lugar no Fórum Lisboa uma semana extraordinária de festival dedicada exclusivamente às escolas Secundárias de Lisboa, mostrando assim o carácter pedagógico e informativo do género documental.

Quanto à programação …

O Doclisboa exibirá filmes no pequeno e grande auditório da Culturgest e da programação fazem parte, além dos filmes em competição (longas e curtas), secções temáticas de debate e reflexão, nomeadamente: Foco sobre o documentário russo pós-soviético; Histórias da Europa: Nacionalismos, Identidades e Fronteiras; Para onde vai o documentário português? e Investigações (uma nova secção de documentários sobre questões da actualidade).

Da programação desta 3ª edição destacam-se “Rize”, a mais recente longa-metragem do conhecido fotógrafo e realizador norte-americano David Lachapelle; e “Grizzly Man” do veterano cineasta Werner Herzog, filmes apresentados na abertura e encerramento do festival respectivamente.

Inúmeras obras serão exibidas em ante-estreia nacional no decorrer do festival, entre as quais “El Cielo Gira” de Mercedes Alvarez (vencedor do Festival Cinéma du Réel) e “Darwin’s Nightmare” de Hubert Sauper (Melhor documentário nos European Film Awards).

Paralelamente à programação do DocLisboa, decorrem outras actividades. Uma das mais importantes é o “Lisbon Docs”, onde 15 projectos de documentário serão apresentados às televisões da Europa, que estarão representadas em Lisboa. Haverá também uma Mostra Retrospectiva e uma Master Class do realizador americano Ross McElwee, uma Master Class com o documentarista e fotógrafo Raymond Depardon, uma oficina “Primeiros Planos” orientada por Alain Bergala e instalações de vídeo na Galeria 2.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This