“Gente da Terceira Classe” – Fotografia e Realismos

“Gente da Terceira Classe” – Fotografia e Realismos

No âmbito da edição 2014 do Doclisboa, subordinada ao tema "Neo-realismo e Novos Realismos", o Museu da Eletricidade apresenta, no espaço Curto-Circuito, a exposição "Gente da Terceira Classe"- Fotografia e Realismos”, de 15 outubroa 4 janeiro.

Coproduzida pela Fundação EDP, esta mostra apresenta obras de fotógrafos nacionais e internacionais, com um percurso de documentação crítica da realidade, no contexto dos diversos movimentos fotográficos e artísticos do século XX e da contemporaneidade.

A exposição, com a curadoria de Emília Tavares, é composta por cerca de 70 obras fotográficas e documentação bibliográfica que permite acompanhar as diferentes facetas da fotografia e da sua relação com os temas sociais, sobretudo no período entre a década de 30 e o final dos anos 50 do século XX.

Segundo a curadora, “Nenhuma imagem esclarece a realidade, apenas nos confronta com a sua aparência. Este atlas de pessoas retratam parte da história do século XX, no que diz respeito à condição social, ao valor do trabalho, ao conceito de pobreza, de exclusão. Situada entre a década de 30 e a de 60 do século XX, a realidade retratada nesta exposição está envolta em ideários políticos e/ou estéticos e apresenta-nos um continente, a Europa, num pós-guerra de humanidade crescente, de esperança na erradicação das desigualdades sociais e dos traumas da guerra.

Destaque também para a obra documental de Kurt Pinto e de Maria Lamas com o projecto As Mulheres do meu País, o fotojornalismo com o trabalho de João Martins para o Notícias Ilustrado, ou a fotografia de cariz humanista através das obras dos autores portugueses Victor Palla, Carlos Afonso Dias, Gérard Castello-Lopes, Sena da Silva, Adelino Lyon de Castro, Jorge Silva Araújo, Augusto Cabrita, Varela Pècurto e Francisco Keil do Amaral e do espanhol Francesc Català-Roca.

Além de incluir uma homenagem a Harun Farocki, com a projecção em formato de instalação de Schlagworte – Schlagbilder. Ein Gespräch mit Vilém Flusser, a exposição é acompanhada por um programa de projecções de filmes de Hito Steyerl, Carole Roussoupolos, Antoni Muntadas, Chris Marker, Duncan Campbell, Mircea Cantor e da dupla Mitra Azar e Peter Jalaly.

Programa de projeções de filmes:

 

In Free Fall de Hito Steyerl;

Arbeit de Duncan Campbell;

À Bientôt, J’Espere de Chris Marker e Mario Marret;

Double Heads Matches de Mircea Cantor;

Les Prostituées de Lyon parlent de Carole Rousopoulos;

On Translation: Miedo/ Jauf de Antoni Muntadas;

Iran vs Iran de Mitra Azar e Peter Jalaly.

 

Exposição ” Gente da Terceira Classe” – Fotografia e Realismos
Museu da Eletricidade, 14 outubro – 4 janeiro/ terça a domingo, das 10:00 às 18:00
Abre excepcionalmente segunda-feira, dia 20 outubro
Encerra nos dias 1 janeiro e 25 dezembro

 

Mais informações aqui.



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This