rdb_drumming_header

Como rasgar o tempo e o espaço

"Drumming" de Anne Teresa de Keersmaeker no Teatro São Luiz

A textura curiosa de um painel grandioso cobre o fundo. Há feixes quentes de luz, vestes brancas impecavelmente fluidas e um minimalismo habitual a organizar o espaço onde Anne Teresa de Keersmaeker concebe uma das suas obras mais incríveis – “Drumming” extasia e a sua força propaga-se para bem longe do palco.

A peça musical “Drumming”, título homónimo do espectáculo, do compositor Steve Reich – como bem se sabe, altamente edificante em Keersmaeker – escrita sob a inspiração de uma viagem a África, marca o movimento de que aqui se fala. Uma hora e meia ininterrupta de percussão altamente rica e frenética, com passagens ritmadas tão circulares cuja progressividade se torna, em certos momentos, subtilmente doentia. Sons de madeiras quentes, metais celestes e vozes ecoantes levam-nos numa viagem de deslumbramento ofegante, combinando-se em arranjos de uma beleza sonora indescritível. “Drumming” de Keersmaeker é bem mais que uma coreografia genial, é uma interpretação meticulosa e infalível de Reich pelo grupo musical Ictus. Aqui, sim, se testemunha invariavelmente a ampla devoção da artista belga pela música e a influência tão complexa e estruturante na identidade da sua obra.

“Drumming” é uma linha contínua, inexpugnável, traçada em movimentos arrebatadores – os dançarinos rasgam o tempo e o espaço com o próprio corpo, inscrevendo-se na pureza do ritmo da percussão em gestos orgânicos e vivazes do início ao fim. A dança contagia e repercute-se de tal forma que a vontade de o espectador se mover e desconcertar torna-se muito aliciante. As cadências da Reich são interpretadas com tremendo rigor e sensibilidade – encontrar uma outra leitura pareceria quase improvável.

O último espectáculo de Keersmakear no âmbito do projecto “Artista na Cidade” não poderia ter sido melhor escolhido. “Drumming” abre fissuras de possibilidades numa expressividade sem quaisquer contornos e rodeios. Como que uma grande lufada de ar fresco.

“Drumming” esteve em cena no Teatro Municipal São Luiz dias 29 e 30 de Novembro de 2012.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This