Espuma dos Dias #4

DJ vs. DJ, Lux 19/10.

Paris e Munique em Lisboa na mesma noite: para a quarta edição da noite Espuma dos Dias o Lux convida DJ Mehdi (bar) e DJ Hell (discoteca).

DJ Mehdi é um parisiense de 29 anos que desde de 1992 tem estado envolvido nos caminhos da produção e na arte de girar discos, criando em 1997 a editora Espionnage. As suas raízes encontram-se nos meandros do Hip-Hop francês florescido na década de 90 onde, juntamente com as suas bandas Ideal J e 113, assumiu protagonismo remisturando diversos artistas, compondo bandas-sonoras para longas-metragens e colaborando com nomes como MC Solaar, Daft Punk, Cassius ou Super Discount.

Após o a edição do 12” ‘I am Somebody’, Mehdi prepara-se para lançar o seu álbum ‘Lucky Boy’, pela  francesa Ed Banger; editora concebida por Pedro Winter aka Busy P (antigo agente/braço-direito dos Daft Punk) que, associando uma forte componente visual graças ao trabalho gráfico de So Me, junta nomes como Justice (dupla que recentemente ‘actuou’ em Paredes de Coura num dj set a solo de Xavier de Rosnay), Uffie ou Sebastian, numa interessante fusão entre hip-hip, electro e ghettotech.

Á sua actividade radialista dominical, como co-animador no programa Headbangers Show da Radio FG, soma – também com Busy P – a residência na discoteca parisiense Pulp nas noites Luckyball, dividindo os decks com Feadz.

Os seus sets contêm uma forte componente de música de raiz negra, no sentido mais lato possível, sendo descritos como uma fusão de ‘Sex, Drums, Beats&Blues’.

Simultaneamente, a discoteca prepara-se para receber mais um set de DJ Hell (que já obteve uma residência neste mesmo espaço em alturas do Euro 2004 devido à sua paixão pelo futebol e pela selecção germânica); dispensando apresentações para quem tem acompanhado a evolução da música de dança alternativa da última década, Hell foi pioneiro na transição entre géneros musicais entre new-wave, punk, electro, house e hip-hop.

A sua extensa discografia reparte-se entre lançamento de 12”s, álbuns, compilações e remisturas, sendo que o seu trabalho mais reconhecível está intimamente ligado às editoras Disko B e Gigolo Records (criada por si). As colaborações com artistas de diferentes backgrounds e estilos acabaram por lhe dar a reputação de iniciador de novos movimentos e destruidor de antigos.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This