“Estrada Vermelha, Estrada de Sangue” | Moira Young

“Estrada Vermelha, Estrada de Sangue” | Moira Young

Para lá do deserto espreita uma aventura épica

Mistura de thriller futurista e aventura épica num período pós-apocalíptico, “Estrada Vermelha, Estrada de Sangue” (Editorial Presença, 2013 – colecção Via Láctea) valeu a Moira Young e ao seu romance de estreia o Costa Book Award.

Saba, a heroína desta história, vive com o irmão e o pai em Silverlake, uma região inóspita na franja do deserto onde parece faltar um pouco de tudo. Um dia, uma violenta tempestade de areia traz consigo um bando de terríveis criminosos que lhe matam o pai e levam consigo Luth, o irmão gémeo com quem mantém uma relação siamesa. Sozinha com a sua irmã Emmi, a mais nova da família a quem não se entrega por a considerar responsável pela morte da mãe – que morreu no parto -, inicia uma demanda que a levará através do deserto e para lá dele, com a missão de resgatar o irmão de um fim mais do que certo.

Pelo caminho irá encontrar coisas tão estranhas como o Cisne do deserto, um barco que se move nas areias, descobrir as máquinas voadoras deixadas pelos Destruidores ou conhecer o sub-mundo de Hopetown, uma cidade onde toda a escumalha da terra vai desembocar e que é controlada pelos Tornton através da violência e de uma droga com o nome de Chaal.

Com parágrafos curtos e uma narração na primeira pessoa entre a irreverência da juventude e a descoberta da sexualidade, “Estrada Vermelha, Estrada de Sangue” tem uma costela e meia arrancada aos “Jogos da Fome”, o que faz deste um livro imperdível para os fãs da trilogia.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This