Fashion Awards, um incentivo para a moda portuguesa

Fashion Awards, um incentivo para a moda portuguesa

A 3ª edição da entrega dos Fashion Awards teve lugar no passado dia 27 de Novembro, no Tivoli BBVA, e a Rua de Baixo acompanhou o evento

Ao todo foram entregues quinze prémios que pretendem homenagear e reconhecer os profissionais que se destacaram ao longo do ano 2012 no panorama da moda nacional. Este ano, para além das quinze categorias, atribuiu-se o Prémio Especial Fashion TV à reconhecida estilista Ana Salazar. Este prémio foi atribuído pela direcção da Fashion TV, sem intervenção do júri, composto por catorze personalidades influentes do mundo da moda.

Mas deixemo-nos de introduções e passemos ao que realmente interessa: como foi a noite dos Fashion Awards?

O burburinho e a azáfama na entrada pela passadeira vermelha eram uma constante. Os flashes das máquinas fotográficas não paravam de disparar, e os convidados de chegar.

Finalmente, com o público instalado, a cerimónia começou. E o improvável anfitrião da noite foi o comediante Francisco Menezes – ele próprio confessou que “estava admirado por estar num evento como estes”. Os envelopes vinham lacrados, foram guardados num cofre e só foram abertos em cima do palco do Tivoli.

A primeira categoria revelada da noite foi a de “Melhor Modelo New Face” e quem levou o troféu para casa foi a jovem modelo Francisca Perez, agenciada pela Best Models. O título de “Melhor Novo Talento” foi conquistado pelo modelo Estelita Mendonça. Surpreendendo tudo e todos, a H&M, que competia com as prestigiadas marcas Prada e Zadig & Voltaire, foi considerada a “Melhor Marca Internacional”. O representante Paulo Mateus agradeceu o prémio em nome de toda a equipa H&M e defendeu que este prémio era um incentivo para fazer “moda de qualidade a um preço acessível, com colecções para toda a família”. O prémio de “Melhor Design de Loja” foi para o estilista Nuno Gama, que dedicou o galardão à sua mãe, confessando “que, sem a sua ajuda preciosa, nada disto seria possível”. O site VOGUE.pt foi reconhecido como exemplo de “Melhor Comunicação Digital” e o prémio de “Melhor Comunicação de Imprensa” foi atribuído à jornalista Joana Amaral Cardoso. Luís Onofre foi galardoado como “Melhor Design Acessórios” e a Lanidor distinguida pela terceira vez consecutiva como “Melhor Marca Nacional”. João Pedro Xavier, Presidente Executivo da marca, não pôde estar presente mas deixou o apelo por escrito: “mantenhamos a indústria da moda viva”. Relativamente aos cabelos e maquilhagem, o prémio de “Melhor Cabeleireiro/a” foi para Helena Vaz Pereira e o de “Melhor Maquilhador/a” foi atribuído a Nana Benjamin, que há dezoito anos atrás foi assistente de Antónia Rosa, também nomeada para o prémio de “Melhor Cabeleireiro/a”. Paulo Macedo teve direito ao prémio de “Melhor Produtor Editorial” e Pedro Ferreira foi considerado o “Melhor Fotógrafo”. Mas o melhor fica para o fim… e quanto aos “Melhores modelos feminino e masculino”? Foi a vez de Gonçalo Teixeira e Sara Sampaio brilharem. E como os últimos são os primeiros, o “Melhor Criador” de 2012 foi Luís Buchinho.

No final da cerimónia, Dalila Martins e Vítor Nobre fizeram uma pequena homenagem a Ana Salazar, reconhecida com o Prémio Especial Fashion TV. Vítor Nobre reforçou a sua admiração pela criadora e confessou que costuma dizer que “Deus criou a mulher e Ana Salazar criou a moda em Portugal”. Sendo o primeiro ano em que Ana Salazar não lançou nenhuma colecção, ficou particularmente emocionada com esta homenagem.

Um evento único, que reuniu inúmeras personalidades do mundo das artes e da moda, com o intuito de estimular a fazer mais, melhor, e Português. Esta é uma iniciativa que nos tempos que correm deve funcionar como alavanca para Portugal não baixar os braços e lutar para conquistar os vários “awards” que tem por conquistar.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This