Festival RADAR

Quatro dias “magnos” na capital.

Os primeiros quatro dias de Dezembro trazem ao nosso país quatro nomes de “peso” do panorama alternativo internacional. As “festividades” iniciam-se dia 1 de Dezembro na Aula Magna com a actuação do “Tinderstick” Stuart Staples, prosseguem no dia seguinte no Santiago Alquimista com a presença de Lisa Germano, regressando à Aula Magna nos dias 3 e 4 de Dezembro, que receberá os Yo La Tengo e Cat Power respectivamente. Quatro concertos com o carimbo da Rádio Radar.

Não querendo retirar relevância às actuações de Stuart Staples e Lisa Germano, que mereceu o nosso destaque durante todo este mês (ver AQUI), os dois últimos concertos que fecham este festival, são aqueles que são aguardados com maior expectativa.

Com uma carreira de 22 anos, recheada de grandes discos e de grandiosas composições, os Yo La Tengo vêm a Portugal apresentar o seu mais recente trabalho de originais, “I Am Not Afraid of You and I Will Beat Your Ass”, um dos mais interessantes registos discográficos do ano e que demonstra o espírito criativo e evolutivo da banda.

Formados por Ira Kaplan (guitarrista e vocalista), Georgia Hubley (baterista e vocalista) e James McNew (baixista), os Yo La Tengo são uma das bandas de culto do panorama indie mundial, estatuto que foi alcançado através da sua forma de estar na música, procurando sempre encontrar novas sonoridades, dentro de um padrão que vagueia pelo folk, pop e pós-rock.

É esta enorme diversidade de sons e estilos, que coloca os Yo La Tengo na linha da frente do panorama alternativo mundial, conseguindo ainda captar a atenção de novos ouvintes que possivelmente terão a mesma idade que o projecto. No dia 3 de Dezembro, estes “novos” fãs da banda irão juntar-se à “velha guarda” de seguidores e comemorar, na Aula Magna, a música do projecto norte-americano. A não perder!

Para terminar da melhor forma este “ciclo” de concertos, o palco da Aula Magna recebe no dia 4 de Dezembro a presença da controversa e genial Chan Marshall, também conhecida por Cat Power.

Embora a sua carreira na música tenha começado na primeira metade dos anos 90, o projecto Cat Power tornou-se numa referencia já no século XXI, com o lançamento de “You are Free” em 2003 e “The Greatest” no decorrer deste ano.

Mesmo com arranjos elaborados e toneladas de instrumentos, as músicas de Cat Power conservam algo de intimista. O segredo poderá estar na sua voz, na sua característica forma de cantar ou nas suas letras … o melhor mesmo é não perder a sua actuação na Aula Magna no próximo dia 4 de Dezembro, ou no Cinema Batalha no Porto no dia seguinte.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This