groovement_header

Groovement

Say What?

Debaixo de olho, uma editora, a Groovement. Com uma postura que pretende romper com os cânones house e techno que já conhecemos nas pistas nacionais, a  Groovement põe-se à escuta e à prova esta semana – dia 17 de Novembro – no arranque de uma nova residência mensal a habitar o escape lisboeta Musicbox. Vem aí clubbing, vem sim senhor.

Sem vaidades, mas com o despudor que se quer de quem lança a si próprio e ao público novos desafios, a editora assume-se sem agendas estéticas definidas, como se o próprio nome dissesse tudo: a Groovement procura despertar uma fusão dinâmica entre o baixo e o ritmo, o conforto auditivo e o corpo a bambolear. Os protagonistas trazidos a lume dispensam apresentações à noite e à cena musical, pela solidez que Rui Torrinha, Vahagn, Ka§par, Infestus ou TNT Subhead têm imprimido às produções e sonoridades exploradas e que saltam ao ouvido de quem se passear pela sua página no Soundcloud.

Depois do bem sucedido showcase no festival Super Bock Super Bock ’11 e na primeira edição das “Noites da Rua”, de várias passagens por clubs de todo o país, até à mais recente presença no Clubbing Optimus na Casa da Música, a editora aposta agora em dar a música ao manifesto, mostrando-se a público numa noite por mês, que se quer reveladora de muito território musical por explorar.

Jogam, por isso, com a prata da casa, artistas de referência seja no Lux, Casino de Lisboa, Lounge, na academia mais desejada do momento – a Red Bull Music Academy – entre várias outras plataformas: daí que se junte à festa o convidado Infestus, com Jorge Caiado, Vahagn e Ka§par, este último que aproveita a ocasião para brindar ao lançamento do seu mais recente EP, “Ode To The Ancients”, para escutar no seu Soundcloud.

E porque ouvir não basta, fomos falar com Rui Torrinha, mestre na lide dos discos e Director de Antena na Rádio Universitária do Minho, que agora impulsiona este colectivo para o radar.

Groovement sugere, por si, um bater do pézinho… um estalar dos dedos. O que inspira a Groovement?

Criação em progressão constante [groove + (move)ment], inclusão, partilha e celebração. Um lifestyle muito próprio.

Para esse “lifestyle” o que vês como mais desafiante: revisitar inspirações dos grandes clássicos ou conseguir absorver contemporaneidade para novos sons?

Estares algures no meio. É isso que tentamos fazer. estudar as grandes pistas deixadas pelos pioneiros e ao mesmo tempo ajudar a escrever a nossa história. É para isso que estamos cá. Say What?

Então, as noites Groovement pretendem alimentar que cantinho do estômago?

É curiosa a pergunta porque há alguns anos atrás desenvolvi um conceito onde todos os aspectos eram pensamentos para cada noite, inclusive uma ementa especial – sempre fui fã da visão do Mancuso. Isso poderá voltar porque estamos a preparar algumas boas surpresas para 2012, mas claro que a Groovement pretende ser alimento para o estômago e para a alma, sobretudo daqueles que acreditam que a vida não tem que ser uma chata repetição. Queremos que estas noites aproximem o público dos artistas e que o público em si mesmo seja o criador da melhor atmosfera. Será também uma oportunidade para ouvirem “coisas à frente”. Queremos muito partilhar em avanço com todos os interessados aquilo que é mais tarde materializado nos discos e vídeos.

Começam por Lisboa, partem para Guimarães e já marcaram presença em eventos nacionais e internacionais [individualmente]… Qual é o destino da Groovement?

O destino é planetário. Sem qualquer tipo de reservas. Temos planos ambiciosos para 2012, mas como sempre é bom deixar o nosso trabalho falar por nós. Sentimos que há um interesse internacional à nossa volta desde Nova Iorque a Tóquio e claro a Europa e só temos que continuar a manter este espírito crítico e a grande paixão que nos conduz. No final a criatividade fará tudo o resto. Sem nunca esquecer a nossa enorme vontade de contagiar Portugal.

A noite da Groovement no Musicbox Lisboa começa à 1h00 e o preço de entrada é de 6€.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This