rdb_hirokazu_header

Hirokazu Koreeda

A Leopardo Filmes lança uma caixa com dois filmes do realizador Japonês. Oportunidade para ver duas estórias onde as relações familiares se fundem com a cultura e costumes asiáticos

Hirokazu Koreeda tem já uma carreira com vinte anos mas provavelmente será pouco conhecido do público português. “Niguém Sabe” (Dare Mo Shiranai), de 2004, é baseado numa estória verídica e conta a estória de quatro crianças que vivem com a sua mãe num apartamento em Tóquio, todas filhas de pais diferentes. Deixando apenas um bilhete e algum dinheiro, a mãe desaparece um dia e as quatro crianças embarcam numa odisseia de ternura e nostalgia.

“Andando” (Aruitemo Aruitemo, 2008) é o relato de um dia de uma família que se reúne na casa dos anciãos, no campo, para recordar o irmão mais velho, já falecido. Entre confidências e rituais, pormenores do passado são trazidos à memória e mistérios são finalmente revelados.

Nestes dois filmes há uma desconfortável sensação de solidão que Koreeda filma de forma estranhamente simples e confortável, e é isso que nos atinge o coração com essa subtileza tão poética e própria do cinema japonês.

Koreeda tem uma peculiar forma de nos trazer a solidão e a tristeza; a melancolia é pontuada por momentos de humor que são acompanhados com pormenores muito peculiares da vida japonesa. Não há aqui excesso de sentimentalismo. Em “Andando” assistimos à preparação de um almoço completo com sugestões tradicionais que fazem a ligação entre as várias gerações da família. Esta simplicidade que tem em tocar o nosso lado mais nostálgico faz de Hirokazu Koreeda um pequeno génio na arte de nos fragilizar com estórias simples e tristes, mas repletas de uma ternura inigualável.

Nenhum dos DVDs tem extras, à excepção do making of de “Ninguém Sabe”, mas outra coisa não seria de esperar destes filmes relativamente recentes. Não são os extras que fazem os filmes, mas sim o que eles contêm e nesta caixa há muito que podemos aprender sobre a vida, sobre o tempo e sobre a poesia.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This