rdb_in_a_dream_header

“In a Dream”, de Jeremiah Zagar

A vida de um artista contada pelo filho.

“I’m an artist all my whole life”, diz Isaiah Zagar. Assim poderia ser o mote deste filme que aborda a vida de Isaiah Zagar, um artista excêntrico e atormentado de um bairro boémio de Filadélfia.

Cerca de 4600 m2 de betão da sua casa estão cobertos com azulejos, espelhos e mosaicos da sua autoria. Os murais representam uma retrospectiva da paixão e da relação controversa que teve com a mulher, Júlia, e revelam subtilmente os recantos mais obscuros de uma extraordinária imaginação.

A história de um Isaiah obsessivo e narcisista que se tornou um ícone da comunidade artística de Filadélfia e Júlia, graciosa e afectiva. Por um lado, o artista que trabalha com a comunidade – os alunos tinham lições do próprio artista na sua casa – e por outro a relação do mesmo com a sua família.

Filmado pelo filho mais novo de Isaiah, “In a Dream” é o reflexo de um lado mais humano e mais sensorial de um artista na sua relação com a sociedade.

Durante décadas, as suas naturezas opostas complementam-se até que um dia, depois de terem ido buscar o filho mais velho, Ziggy, a uma clínica de reabilitação, Isaiah confessa que tem uma relação com a sua assistente há três anos.

Perante isto, é posto fora de casa e entra numa depressão suicida em espiral que o debilita e que leva a pensar que um artista necessita sempre do seu refúgio. Um retrato fascinante entre várias relações que o artista tem ao longo da sua vida, entre laços familiares e a intimidade da disfunção.

Com uma excelente fotografia, dirigida por Erik Messerschmidt, In a Dream conta ainda com a participação na banda sonora de bandas como Books, Explosions in the Sky, Efterklang e Kelli Scarr.



Também poderás gostar


Existem 2 comentários

Add yours
  1. Naito San

    Em contexto especial, noutro momento, o “Oásis” deste artista em Filadélfia já me tinha sido apresentado, todavia agora fico a conhecer um pouco mais sobre o “artista-pessoa”.

    Nesta leitura, apreendo um indivíduo que se afigura ele próprio um “Oásis”, em sentido figurado, enquanto um distinto gosto entre muitos dissabores.

    Os meus parabéns.


Post a new comment

Pin It on Pinterest

Share This