Inês Norton @ Chiado Underscore – Fotografia de Marisol Gonzalez

Inês Norton @ Chiado Underscore

"Falar de amor é por si só uma forma de amar". Conversa com Inês Norton, a primeira artista a ocupar o novo espaço no Bairro Alto.

Bairro Alto Hotel, um dos mais conceituados espaços de hotelaria em Portugal, continua a surpreender e a inovar. No dia 16 de Maio, data do seu 8º aniversário, foi inaugurado um novo espaço cultural na Rua das Flores, que aposta na arte produzida por artistas emergentes nacionais. Palavras como criatividade, dinamismo e empreendedorismo são constituintes presentes na argamassa que constitui este novo projeto. O Espaço C_ (Chiado Underscore) abriu portas e promete difundir trabalhos bastante interessantes, que levarão, com toda a certeza, a que o público sinta curiosidade em conhecer este pequeno, mas acolhedor local, que tanto irá oferecer à cidade de Lisboa.

A primeira artista a fazer parte desta parceria, em conjunto com a Revista Edit Mag, é a nossa conceituada Inês Norton. Esta criadora portuguesa nasceu em Lisboa, em 1982, tendo desenvolvido os seus estudos no IADE, na escola de arte independente Ar.Co e na Maumaus. Em 2007, passou por Londres, tendo ingressado num curso de Artes Plásticas na Slade School of Fine Art. O seu percurso, enquanto artista, já lhe valeu a concretização de diversos projetos, e seu posterior reconhecimento, quer em Portugal, como noutros países, como Angola e Reino Unido.

De 16 de Maio a 29 de Junho é possível conhecer a sua mais recente exposição “Há um lugar onde se perde o medo, e as histórias começam”, constituída por diversas instalações onde o sentimento «amor» é retratado. Inês Norton corporalizou esta palavra tão nobre, com o auxílio da madeira, da luz, do papel, da lã, entre outros materiais, sendo capaz de nos conduzir à evidência de que este sentimento tão puro e verdadeiro se pode manifestar nos lugares mais recônditos da nossa alma.

Inês Norton - Fotografia de Marisol Gonzalez

A Rua de Baixo teve o prazer de falar com esta talentosa artista, abordando temas como a sua opinião sobre o Espaço Chiado Underscore, bem como acerca do seu mais recente trabalho produzido e partilhado com o público:

Como surgiu a ideia de retratar a palavra amor, como um sentimento capaz de nos transportar para lugares distantes e inimagináveis, na sua mais recente exposição “Há um lugar onde se perde o medo e as histórias começam”?

Falar de amor é por si só uma forma de amar.

Na minha forma de ver e sentir, o amor não se enquadra numa definição estanque, contida, racional, mas num abrangente leque de emoções e sensações que nos transporta para o que de melhor trazemos dentro e que de forma natural deixamos fluir, para fora.

O Espaço C_ (Chiado Underscore), localizado no Bairro Alto Hotel, convidou-a para ser a primeira artista plástica a expor o seu trabalho neste espaço, que aposta na cultura e arte nacional. Como recebeu esta proposta de parceria?

Recebi esta proposta de parceria, com muito entusiasmo e  vontade de colaborar num projecto interessante, que dá espaço e expressão a artistas emergentes fora do circuito das galerias.

Em três palavras, como definiria o Espaço C_?

CRIATIVO, DINÂMICO, IMPULSIONADOR

Esquecendo, momentaneamente, todas as definições que poderemos encontrar nas instalações da sua exposição sobre a palavra “amor”. Como definiria, para si enquanto ser humano, este sentimento?

Não o definiria por palavras..mas com um grande sorriso e braços abertos!

Para finalizar esta pequena entrevista, gostaríamos de saber se já existem outras ideias ou projectos em curso? E qual a temática abordada?

Ideias não faltam..a seu tempo, partilharei os próximos projectos ;)

 

 

 

 



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This