rdb_inshadows_header

InShadow, do cinema à performance

Uma combinação entre a dança e o cinema, a arte da imagem e o corpo. O Festival Internacional de Video, Performance e Tecnologias, decorre no Teatro São Luiz de 7 a 11 de Dezembro. A RDB falou com Pedro de Sena Nunes, programador do InShadow.

Tal como na primeira edição, o InShadow volta a reflectir sobre o tema do corpo e da sua representação através das diversas expressões artistícas. Um ponto de partida que deixa alguns espaços em branco para serem preenchidos pelo espectador. «É um tema que está na génese do Festival e que fará sempre parte da natureza de cada programação, ainda que este ano também esteja muito presente o conceito da ambiguidade da mensagem.  Há coisas que não são totalmente ditas até ao fim, dando ao espectador a possibilidade de completar a mensagem», diz Pedro de Sena Nunes.

Projectos nacionais e internacionais em estreia

Durante quatro dias, os amantes das artes performativas podem encontrar no São Luíz o seu reduto preferido, já que aqui há espaço para assistir a espectáculos de dança, performance, vídeo e cinema. São cerca de 39 os filmes em competição seleccionados de entre 250 propostas. Para além dos projectos internacionais – alguns deles provenientes de países tão distantes como Taiwan, Austrália, Suécia ou Alemanha e que são trazidas pela primeira vez para Portugal – há também que dar destaque às propostas apresentadas pelos artistas portugueses, que são várias. «Parece-nos que a questão da performance e o cruzamento destas linguagens com as novas tecnologias, deu um passo muito grande do ponto de vista da qualidade e, em Portugal há, obviamente, muitos sinais e exemplos disso.  A presença do Sérgio Cruz como realizador é de destacar. Depois, todos os realizadores seleccionados na competição, uns que estão a começar, outros já mais confirmados. O nosso trabalho vai no sentido de tentar que mais projectos e mais objectos em vídeo sejam produzidos sobre estas matéria».

Descobrir as artes de dentro para fora

Mas há também tempo para experimentar, já que uma boa parte da programação do InShadows inclui workshops e masterclasses. Dirigido a profissionais das áreas do cinema, da dança e da performance, do teatro físico, das belas artes e do vídeo, a estudantes do ensino secundário e universitário, mas também para o público em geral, estas sessões de formação surgem do trabalho que tem sido desenvolvido nas áreas do ensino tanto pelo Pedro de Sena Nunes como por Ana Rita Barata, directora do festival. Uma forma de olhar para a arte de dentro para fora e compreender melhor o trabalho dos artistas. «Sempre nos interessou esse compromisso entre o mundo da criação e do criador e a partilha que ele pode fazer sobre o seu processo de trabalho perante um conjunto de pessoas interessadas em perceber o outro lado da história».

Interacção com o público

Os projectos de instalação ocupam na programação um espaço especial,  alguns com uma vertente interactiva muito forte com o público. Os Espacialistas, colectivo de arquitectos que vai  inaugurar o festival, é um exemplo claro disso mesmo. «Convidámos determinados artistas a pensarem numa instalação interactiva para um espaço específico. Os Espacialistas farão uma  releitura do espaço arquitetónico do São Luíz e, com base nisso, criam uma espécie de performance activa com o público que é pensar o teatro e o seu espaço de criação e de exibição. Esta também é uma proposta em estreia».

Transformar para mudar

Assumindo-se como um espaço de reflexão, o Inshadow pretende mostrar o que de melhor se faz em Portugal e no estrangeiro, e afirmar-se como uma plataforma privilegiada para incentivar a produção de projectos nestas áreas, sobretudo numa época tão frágil como a que vivemos. «Queremos assumir uma proposta de afirmação. Por ser um tempo dificil, não podemos esquecer a cultura e considerar a arte como um bem menor ou como algo que vamos pôr em último lugar. A palavra transformação é essencial. As coisas têm que mudar e acho que o festival vai procurar sempre isso».



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This