“Irmão Lobo” | Carla Maia de Almeida

“Irmão Lobo” | Carla Maia de Almeida

A erosão familiar – e de um País - pelos olhos de uma criança sonhadora

Esta semana, a RDB esteve a funcionar com a ajuda de uma dose extra de vitaminas, chegadas por teletransporte desse fantástico Planeta com o nome de Tangerina. Começámos com um rapaz que gostava de aves, fomos de barco até uma ilha encantada, andámos a vasculhar a mala da mamã e aprendemos matemática a ouvir lengalengas. Hoje, para fechar com muito estilo, dedicamos umas palavras a “Irmão Lobo”, da autoria de Carla Maia de Almeida, com belas ilustrações de António Jorge Gonçalves.

“Irmão Lobo” faz parte da Dois Passos e Um Salto, uma nova colecção do Planeta Tangerina virada para adolescentes e outros leitores mais crescidos. Trata-se da história de uma família – e de um País – em erosão, contada a duas vozes pela Bolota ou, se preferirem, pela Princesa Bolota das Florestas do Norte, herdeira do Clã do Pássaro Trovão.

Bolota é um dos três filhos de um casal obrigado a mudar de vida por diversas vezes, o que os leva a lutar tanto que, do amor e dos tempos felizes, apenas vai restando uma imagem muito esbatida. Todo esse percurso de derrocada – um casal em ruptura, um pai que não consegue pagar os cartões de crédito e decide esquecer tudo, uma família obrigada a mudar de casa e a viver cada vez com menos espaço -, é relatado entre o sonho e a realidade por uma criança que, aos poucos, vai percebendo que por detrás das histórias fantásticas com que pinta a vida há um toque de tragédia e impossibilidade.

Cada uma das vozes é representada graficamente de forma diferente. A Bolota de 8 anos conta o que vê do mundo na inocência de páginas brancas; a Bolota de 15 anos escreve em páginas azuis, recordando uma estranha aventura passada na infância que ficou conhecida como a Grande Travessia no Deserto da Morte. E será com quinze anos, ao cruzar essa fronteira entre a infância e a adolescência, que terá de escolher aquilo que, do mundo do sonho, fará parte do seu eu mais profundo.

“Irmão Lobo” | Carla Maia de Almeida

As ilustrações de António Jorge Gonçalves, num triângulo cromático entre o branco, o negro e o azul, retratam na perfeição o estado de melancolia presente da primeira à última página. Livro para crianças e adolescentes? Apenas meia verdade. “Irmão Lobo” é um livro tão bom que todos os crescidos deveriam ser obrigados a lê-lo.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This