James Coleman

No Museu do Chiado está patente uma exposição de James Coleman desde 29 de Outubro.

A mostra divide-se em duas partes: a primeira, actualmente em exibição, consiste em seis trabalhos concebidos entre 1970 e 1994; a segunda, que vai ser inaugurada a 6 de Janeiro, abarca os trabalhos concebidos desde 1994 até hoje e será a estreia mundial de um novo trabalho produzido para esta exposição.

James Coleman nasceu em Dublin (Irlanda) em 1941, repartindo a sua vida por Dublin e Paris. Desde o início dos anos 70 que apresenta o seu trabalho em museus e galerias internacionais.

Há mais de 20 anos que Coleman faz trabalhos multimédia. Apesar de já ter usado o vídeo e encenações teatrais, o seu meio preferido é a projecção de slides sincronizada com o áudio.

Já expôs individualmente em alguns museus internacionais, nomeadamente no Dia Center for the Arts em Nova Iorque (1994/95), no Centre Georges Pompidou em Paris (1996), na Fundación Antoni Tápies em Barcelona (1999), entre outros. Também já participou em inúmeras exposições colectivas internacionais e o seu trabalho figura em importantes colecções mundiais, como a do Museum Ludwig em Colónia ou a Tate Gallery em Londres.

Nos seus trabalhos é evidente a preocupação com as mudanças sociais, políticas e culturais ocorridas nos últimos anos, dando um lugar de destaque aos meios tecnológicos. A fotografia, o cinema, o teatro e os slides são adaptados para formas artísticas para que reflectamos sobre o modo como condicionam a nossa percepção da realidade.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This