Joana Vasconcelos

A exposição da artista, “Marquise”, em exposição até 29 de Maio na Galeria 111, no Porto.

A Galeria 111, no Porto, acolhe a exposição “Marquise” da autoria de Joana Vasconcelos até ao dia 29 de Maio.

Esta será uma boa oportunidade para conhecer o trabalho de uma artista que inventa a sua arte na consciência do sentido ético e não apenas submetendo-se à sua forte componente estética.

Joana Vasconcelos nasceu em 8 de Dezembro de 1971, em Paris, devido ao exílio dos pais. É filha do repórter fotográfico Luís Vasconcelos, de quem deve ter herdado um olhar particular sobre o mundo.

Depois da Revolução dos Cravos regressou a Portugal com os pais e frequentou o Liceu Francês sem conseguisse conciliar idiomas e ideologias. Depois de passar pela António Arroio, frequentou durante sete anos a Ar.Co e um ano o IADE. Em Serralves deu o pontapé de partida na divulgação do seu talento e no crescimento das suas esculturas, cada vez mais viajadas pela Europa.

A propósito da exposição individual recentemente apresentada no Museu de Serralves, no texto “Joana Vasconcelos: As coisas já não são o que eram…”, escrito para o catálogo da exposição, João Fernandes, Director Adjunto do Museu, afirmava que a obra da artista “continua programas de trabalho que simulam e desmentem as suas aparentes conexões com uma história da arte cúmplice, mas jamais citada ou referenciada. O espectador é por vezes investido da sua condição de agente de uso de uma determinada peça. A interacção do objecto com uma sua condição de utilizador confere sempre uma dimensão lúdica ao jogo que lhe é proposto.” … O “ponto de encontro” para o qual a artista convoca o espectador converte-se num “jogo de cadeiras” ou num “jogo da roda”, cujas regras são estabelecidas por cada um ao aceitar a cumplicidade ou a estranheza das referências pessoais ou sociais evocadas.”



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This