Joe McPhee & Ingebrigt Haker Flaten | “Brooklyn DNA”

Joe McPhee & Ingebrigt Haker Flaten | “Brooklyn DNA”

Brooklyn revisitada

Como o próprio nome indica, “Brooklyn DNA” versa sobre os genes de um lugar que muito contribuiu para a história do jazz. Joe McPhee e Ingebrigt Haker Flaten (entrevista aqui) propõem-nos, através do jazz contemporâneo e improvisado que os caracteriza, uma viagem ao passado e ao que foi um dia a música de Brooklyn.

“DNA” recorda míticos como Sonny Rollins ou Dewey Redman, mas também clubes como Putnam Central e Blue Coronet, onde actuaram, entre outros, Charlie Parker e Dizzy Gillespie. O primeiro tema, «Crossing the Bridge», é uma grande homenagem a Sonny Rollins. No entanto, todos os temas que se seguem contam um momento particular deste distrito de Nova Iorque que sempre uniu esforços para manter a sua identidade e cultura próprias. O tema «Enoragt Maeckt Haght» (a união faz a força) é o lema de Brooklyn e encerra este trabalho.

Só dois grandes músicos como McPhee e Haker Flaten, livres, numa total sintonia, sincronia e com muita improvisação, podem executar esta música que mantém vivo o jazz de Brooklyn.



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This