Kevin Blechdom

Vem a Portugal apresentar o seu álbum, “Bitches Without Britches”, a 17 de Janeiro no Museu de Arte Contemporânea.

O último grande sucesso da Miss Blechdom, também conhecida como Kristin Erickson, contou com a assistência na produção de Kid 606 e com o trabalho artístico de Kim Hiorthoy. Aqui, Kevin utiliza dois laptops, um keyboard, um banjo e ainda canta!

Kristin Erickson é mais conhecida pela sua colaboração com Blevin Kelley no já defunto duo Blectum From Blechdom. Entretanto, mudou o seu nome para Kevin porque rimava com Blevin e, por isso, fez uma afirmação sobre a extraordinária sinergia que eles alcançavam em palco através da sua “louca” electrónica. O seu trabalho sempre representou uma ruptura com o que ela considera o mundo da electrónica sempre dominado pelos homens.

“Bitches Without Britches” é o seu primeiro longa-duração pop e a sua estreia na Chicks on Speed Records e coloca-a mais uma vez num mundo desajustado de pop computorizado, músicas com banjos, sons estranhos, letras explícitas e uma excelente cover do sucesso de Tina Turner, “Private Dancer” que tem aqui um lugar especial aparte dos clubes de strip onde passou a ser mais conhecido. O álbum é acompanhado por um mini-livro com um desenho de Blechdom para cada faixa.

O álbum é de difícil digestão devido ao seu perverso sentido de humor, mas existe uma certa magia nos detalhes musicais a que Blechdom se presta e à sua estranha visão do Mundo. Apesar desta atenção dada aos detalhes, quando toca a ser desajustada e desorganizada, ela consegue-o na perfeição. As faixas torcem-se ao acaso, mas causando um imenso interesse, devido à sua voz e às batidas presentes.

Será sem dúvida um serão bem passado, exacerbado pelo sítio em que vai ocorrer. O Museu de Arte Contemporânea é o sítio ideal para conhecer uma voz de eleição aliada a uma mistura algo estranha entre os vários instrumentos utilizados por Kevin Blechdom. Para aqueles dispostos a levar com as Bitches e a apreciar o método utilizado na desordem que é o seu som, a recompensa compensa o esforço.



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This