KINO ABRE A 27 DE JANEIRO EM LISBOA

Christoph Hochhäusler é o realizador do filme As Mentiras dos Vencedores, que será exibido na sessão de abertura da KINO – Mostra de Cinema de Expressão Alemã. Christoph Hochhäusler nasceu em Munique em 1972.Estudou Arquitetura em Berlim e Realização de Cinema na Escola Superior de Cinema e Televisão de Munique (HFF). Concluiu o curso de Cinema com a curta-metragem Milchwald e dois anos mais tarde realizava já a sua segunda longa-metragem, Falscher Bekenner (Low Profile) exibida na secção Un Certain Regard do Festival de Cannes em 2005 e, em Portugal, no IndieLisboa de 2007.

Depois de ter colaborado na série de filmes em episódios intitulada Deutschland 09, recebeu o Prémio de Incentivo do Filme Alemão para o argumento do filme Unter dir die Stadt, também exibido na mesma secção do Festival de Cannes em 2010. Em 2011 apresentou na secção Special Screenings da Berlinale 2011, juntamente com os realizadores Dominik Graf e Christian Petzold, a trilogia Dreileben, com três filmes de 90 minutos, entre os quais consta o filme Eine Minute Dunkel (One minute of Darkness), que chegou ao público português através do Lisbon Estoril Film Festival em 2011. É ainda fundador e editor da revista de cinema em língua alemã, Revolver.

Seleccionado, em 2014 para o Festival de Cinema de Roma, em Itália e para o Festival Internacional de Cinema em Hof, na Alemanha, no mesmo ano, As Mentiras dos Vencedores é um thriller político que narra a história de Fabian Groys, um jornalista de renome de uma revista de informação política que está a desenvolver uma reportagem de grande fôlego sobre as Forças Armadas e o modo como estas lidam com os inválidos de guerra. Forçado a aceitar uma estagiária, Nadja, sob a sua coordenação, coloca-a a investigar um caso aparentemente insignificante de um homem que se lançou para um recinto com leões, mas não é que as duas investigações se cruzam?

O romancista e argumentista multipremiado Ulrich Peltzer, escritor e co-autor de As Mentiras dos Vencedores, vai estar presente na KINO 2016, nas sessões de abertura da mostra em Lisboa e Coimbra: Quarta, 27 de Janeiro, às 21h, no Cinema São Jorge em Lisboa, e quinta 28de Janeiro, às 21h30, no Teatro Académico Gil Vicente em Coimbra.

Em 2016, a KINO – Mostra de Cinema de Expressão Alemã destaca a linha programática, presente em todas as secções, Novas Perspectivas. Com o objectivo de apresentar primeiras obras de jovens realizadores, algumas das quais passaram pela secção Perspektive Deutsches Kino da Berlinale, os filmes abordam todos os géneros e formatos, da ficção ao documentário e das curtas às longas metragens.

Fazem parte das Novas Perspectivas os filmes de ficção alemães Bube Stur, de Moritz Krämer, e Ein idealer Ort, de Anatol Schuster, inseridos na Mostra Principal, assim como os filmes documentais inseridos na secção KINOdoc: Freiräume, da alemã Filippa Bauer, que aborda a questão do “hotel mama”, nome dado ao caso de jovens que permanecem em casa dos pais até mais tarde, e os dois filmes que abordam questões sobre os refugiados e os requerentes de asilo, nomeadamente Lampedusa im Winter do austríaco Jakob Brossmann e Neuland da suiça Anna Thommen. Destaque por fim para as duas sessões de curtas da secção Curtas – Curtas IndieLisboa e Curtas Oberhausen – que também apresentam primeiras obras de realizadores.

A sessão de encerramento da KINO 2016 conta com a presença do realizador Karl Markovics para apresentar o filme Supermundo. Haverá ainda uma sessão especial na Cinemateca a encerrar a retrospectiva Rosa von Praunheim, com a presença do realizador que irá apresentar excertos de filmes, comentando-os ao vivo.



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This