1

Kirby’s Blowout Blast | Análise

Kirby regressa à 3DS mais guloso do que nunca!

Enquanto 2018 nunca mais chega, o ano em que os jogadores poderão deitar as mãos à nova entrada na série oficial, o simpático glutão cor-de-rosa convida-nos a passar o tempo em Kirby’s Blowout Blast. Trata-se de uma versão, inspirada mas mais aprimorada, do mini-jogo Kirby 3D Rumble, presente em Kirby: Planet Robobot. Custa a módica quantia de 6,99€ e tal como Planet Robobot é também um exclusivo para a família de portáteis, Nintendo 3DS.

Desprovido de uma história que lhe dê contexto, o objectivo de Blowout Blast não tarda a tornar-se evidente. Ao longo de 5 mundos, vamos ajudar Kirby a atravessar os mais diversos cenários, ao mesmo tempo que tentamos alcançar a maior pontuação possível. Para isso, há que recolher as várias moedas que se encontram espalhadas pelo nível em questão e aniquilar, de preferência, todos os inimigos que ousem cruzar-se no nosso caminho.

Felizmente, Kirby está preparado para fazer frente a todos os desafios de Blowout Blast. Vamos saltar, ou até mesmo flutuar para alcançar plataformas ou itens que de outra forma seriam inalcançáveis e, claro, engolir e projectar vezes sem conta os nossos inimigos. Um conceito simples mas que depressa se torna mais complexo quando estivermos a lutar pela melhor pontuação na tabela de classificações. Isto porque, para a obter, será preciso descortinar a altura indicada para inalar os adversários e qual a direcção apropriada para os cuspir, de modo a recolher o maior número de pontos possível em cada confronto.

No final de cada nível, espera-nos o troféu correspondente ao nosso desempenho que pode ir desde bronze, a prata ou ouro, acompanhado pela nossa pontuação que irá figurar na tabela de pontuações. Já no final de cada mundo, espera-nos um confronto contra um dos famigerados bosses, todos eles bem conhecidos pelos fãs. As lutas são bem desafiantes, cada uma obrigando a uma táctica diferente para alcançar a vitória. A dificuldade acresce a cada mundo, claro, mas o facto de lutarmos contra eles mais do que uma vez sugere uma ligeira sensação de dejá vu. Ainda que ofereçam desafios diferentes em cada confronto, é um facto que o jogo beneficiava de uma maior variedade de bosses. Superados estes desafios, ganham acesso a uma versão ainda mais difícil do mundo que acabaram de percorrer. O seu acesso, porém, obriga a recolha de uma medalha de ouro em todos os níveis originais. Quando o conseguirem, aí sim será posto à prova o vosso talento para jogos de plataformas!

Ao todo são cerca de 25 os níveis que teremos para desfrutar. A acção decorre em cenários curtos que conferem ao jogador o habitual carisma adorável de Kirby, bem como uma agradável (e desafiante) experiência de plataformas. Engolir e cuspir inimigos continua a traduzir-se numa experiência bem divertida (apesar das ocasionais quebras em momentos mais intensos) e que só beneficia da portabilidade que as consolas Nintendo 3DS lhe oferecem. Tendo em conta o preço deste jogo e a experiência que obtive, confesso que não me senti defraudado. A ausência de história não comprometeu, de todo, a diversão que tenho tido em busca das melhores pontuações. Talvez por ser fã da série original ou por ser igualmente fã de jogos do género que, para mim, são ideais para jogar a qualquer hora, momento ou lugar em que tenha apenas tempo para uma partida rápida!



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This